in , ,

O que fazer em New York City em um roteiro de 8 dias

Roteiro de New York City em 8 dias

Difícil escolher o que fazer em New York City com tantas opções que a cidade oferece. Em um roteiro de 8 dias é possível unir cultura, entretenimento, compras e natureza. Vem comigo que eu te conto tudo em detalhes!

Vamos viajar para um dos lugares mais visitados e vistos. A capital do mundo tem influência em todo o planeta em vários ramos, principalmente: comércio, finanças, moda e entretenimento, tornando-se a mais rica dos EUA. É dividida administrativamente por cinco bairros: Bronx, Brooklyn, Manhattan, Queens e Staten Island.

Um lugar frenético, lotado, com barulho 24hrs, centenas de opções de lazer, museus, milhares de restaurantes, cores e pessoas. Cosmopolita, é uma das cidades mais incríveis, que o que não falta é variedade e coisas para fazer. Seja bem-vindo a NEW YORK CITY, a cidade que nunca dorme.

Organize aqui a sua Viagem para Nova York

+ Leia todos os posts de Nova York
+ Encontre Hotéis em Nova York, até 80% OFF
+ Contrate um Seguro Viagem e vá tranquilo
+ Alugue um carro em Nova York em reais, sem IOF e em até 12x
+ Compre um chip internacional e tenha internet 4G no celular

Roteiro de 8 dias – O que fazer em New York

Dia 1 – Manhattan

Bryant Park

Um dos parques mais charmosos de NY. No outono/inverno ele possui uma pista de patinação lindíssima que no verão é substituída por um gramado maravilhoso. É gratuito patinar por lá e você pode aproveitar pelo tempo que quiser (você só paga pelo aluguel de patins e o aluguel do cadeado para o armário). Isto torna esta pista uma das mais em conta para se patinar na cidade.

Biblioteca Pública de NY

Essa visita é imperdível! Não basta tirar algumas fotos do lado de fora. O legal é entrar, subir as escadas e ir até o terceiro andar onde existe uma sala de estudos maravilhosa.

Grand Central Terminal

A maior estação de metro de NY. Se olhar para cima também irá avistar de longe o famoso Chrysler Building, um dos edifícios mais bonitos do mundo.

Estando dentro da estação procure pela área chamada de “Whispering Gallery” (“Galeria do Susurro”). Você vai saber que está na galeria quando perceber pessoas conversando com a parede. E isso é normal por lá, pois essa galeria tem uma característica interessante, nela duas pessoas podem conversar facilmente estando em pontos diferentes da sala apenas sussurrando contra a parede. A voz segue a curva do teto da galeria chegando ao outro lado.

Catedral de Saint Patrick

A catedral mais famosa dos Estados Unidos fica localizada na Quinta Avenida, em frente ao Rockefeller Center. É lindíssima por dentro e por fora. Do outro lado da rua, em frente à St. Patrick’s Catedral está a escultura de bronze representando Atlas, em frente a um prédio.

Top of the Rock

Conjunto de prédios comerciais construído na década de 1930 por John D. Rockefeller Jr, filho do magnata do petróleo. A principal atração do Rockefeller Center é o Top of the Rock, o observatório que fica no topo do prédio da General Eletric (GE) de onde você tem uma vista privilegiada da cidade do 70 andar, um dos mais altos do mundo. Do alto do Top of the Rock você pode ver o Empire State e o Central Park.

5ª Avenida

Avenida mais famosa e chique do mundo. A Quinta Avenida define os lados Leste e Oeste da ilha, assim como o início da numeração das ruas.

Dia 2 – Central Park

Se te perguntam: o que fazer em New York City? Sempre vão falar o Central Park. O lugar guarda muita história, arte, geologia e vistas incríveis da cidade. Se procura algo imperdível em um roteiro de NY, esse é o lugar. Veja uma rota de um dia com as maiores atrações do parque:

Comece o passeio entrando pela Rua 72th; antes mesmo de entrar no parque, já comece com o clima de Beatles ao ver na esquina o edifício Dakota, local onde morou e foi assassinado John Lennon.

Já nessa entrada do parque você verá a indicação do Strawberry Fields, área criada em homenagem ao músico. Lá, encontra-se a inscrição “Imagine”, feita com ladrilhos no chão.

Seguindo ao norte, vá margeando o lago, até chegar ao “Ladies Pavillion”, entre rochas para ter lindas visões do parque e da cidade.

Mais ao norte, depois do fim do lago, chega-se a Rua 79. Aqui passeie pelos jardins do Shakespeare Garden e rume para o Belvedere Castle. Esse castelo do século XIX, guarda lindas e surpreendes vistas de todo o parque no seu 2º andar. Não deixe de subir.

De cima do castelo você verá já o “Great Lawn”, (o grande gramado) onde a maioria das pessoas fica deitada, relaxando, jogando, brincando no parque. Aqui é um ótimo lugar para um piquenique.

Comece voltar rumo ao sul e entre numa das minhas partes favoritas do parque, Ramble, um conjunto de alamedas e trilhas surpreendes ao redor do lago. Aqui você consegue esquecer totalmente que está numa metrópole como Nova York. A tranquilidade é tanta que essa parte do parque é famosa por “Birdwatching” (observação de aves), com especialistas de todo o mundo e visitantes procurando aves de todos os tipos. A região pode ser confusa para quem não tem muito senso de direção, por isso, para não se perder muito, vá seguindo o caminho e trilhas permeando o lago.

OFERTA DE HOTÉIS EM NY

Veja aqui hotéis em New York com até 80% de desconto

Fazendo esse caminho você chega a “The Bow Bridge” a ponte mais famosa do Central Park e de todos os filmes que se passam no parque. Lá é um ponto ideal para ver os barquinhos que circulam pelo lago.

De lá siga para a “Bethesda Fountain and Terrace” um dos atrativos mais icônicos e famosos do Central Park em Nova York, cenários de muitos filmes e séries que se passam na cidade. Um dos locais mais lindos do parque.

Depois de subir o terraço (e tirar muitas fotos), siga pela The Mall, a grande “avenida verde do parque” cheia de esculturas de escritores e compositores famosos.

Com tanta caminhada, vale agora escolher um cantinho para se esticar no gramado do “Sheep Meadow” e ver o final da tarde chegando. Aqui perto fica o Carrossel, um clássico do Central Park, criado originalmente em 1871. O atual, restaurado em 1990, é mais recente mas mesmo assim super bonito. No final de outubro o rink de patinação “Wollman Ice”, bem grande e divertido para quem quer ter a experiência de patinar no gelo. Bem perto de lá fica também o Central Park Zoo.

Dia 3 – Times Square (Theater District)

Todo mundo que sonha em viajar para Nova York pensa em caminhar na Times Square e se perder nas ruas iluminadas pelos painéis gigantescos das lojas e de propagandas. Se tiver menos dias ao montar seu roteiro o que fazer em New York City, esse é imperdível.

Localizada dentro do Theater District, região onde concentra os principais teatros da Broadway, a Times Square está sempre iluminada porque existe uma lei que obriga a ficar sempre acesa e colorida.

O Theater District está localizado no coração de Midtown entre a 6th avenue e a 8th avenue, e é possível conhecer tudo tranquilamente a pé.

Escadaria vermelha da Times Square

Não importa o horário, se é dia ou se é noite, esse é um dos espaços mais disputados do mundo.

Entre selfies, pedidos de casamento e muitos turistas, tente sentar alguns minutos e observar o ritmo frenético da Times Square.

Midnight Moment

A intervenção artística “Midnight Moment” faz com que, todos os dias antes da meia noite, os telões passem uma animação de um artista escolhido. É incrível essa experiência de ver os telões sincronizados!

Naked Cowboy

Esse cara é um patrimônio histórico da cidade. Há anos, independentemente da temperatura externa, ele está lá no meio da Times Square apenas de sunga e violão cantando algumas músicas.

M&M’s World

A loja da M&M’s da Times Square é o sonho de qualquer chocólatra. É visita obrigatória.

Discovery Times Square

Trata-se de um museu com exposições temáticas do Discovery Channel.

Madame Tussauds New York

O museu dos bonecos de cera de Nova York é um dos mais completos do mundo e é diversão garantida para todas as idades.

Radio City Music Hall

A casa de shows do Rockefeller Center tem uma agenda de shows e atrações bem completa. Destaque para o Radio City Christimas Spectacular que acontece todos os anos de Novembro a Janeiro.

Midtown Comics Times Square

Se você é fã de quadrinhos, desenhos animados, filmes e tudo que envolve o mundo geek, esse é o seu lugar. A loja vende camisetas, gibis, quadros, bonecos e tudo mais.

The Tour at NBC Studios

Conhecer os estúdios da NBC é um passeio muito procurado pelos turistas. É onde acontece as gravações do The Voice, Tonight Show e Saturday Night Live.

New York Times Building

O prédio não é aberto a visitação e não tem nada demais lá dentro. Vale a pena tirar uma foto na fachada do jornal mais famoso do mundo.

ANOTE ESSAS DICAS

TKTS Times Square

Embaixo das escadas vermelhas da Times Square está localizada a bilheteria da TKTS, que vende os ingressos para os musicais da Broadway, que vão acontecer no mesmo dia, com descontos especiais.

TKTS South Street Seaport

– Fica um pouco escondido, mas tem fácil acesso de metrô;
– Procure pelo toldo azul da TKTS no centro comercial com muitas lojas;
– Guichê menos movimentado e concorrido;
– As filas não passam de 20 minutos.

Como chegar de metrô: linhas J, Z, 2, 3, 4, 5, A, C, descer na estação Fulton Street.

DIA 4 – Bairro Brooklyn

Brooklyn é uma das áreas mais relaxantes em Nova York, também é uma das áreas mais multiculturais da cidade.

– Como chegar ao Brooklyn:

Se você está em Manhattan, pegue o metrô das linhas J, M e Z para a estação Chambers Street, ou as linhas 4, 5 e 6 para a estação Brooklyn Bridge-City Hall.

Se você está no Brooklyn, pegue o metrô nas linhas A e C para a estação High Street.

Templo Brooklyn Tabernacle

Culto gospel com performances incríveis de coros e solistas. Perto da ponte. 8h30am.

Brooklyn Bridge

A Brooklyn Bridge foi construída entre 1869 e 1883 e foi inaugurada em maio de 1883. Foi a primeira ponte do mundo a ser suspensa por aço. Durante um tempo, a Brooklyn Bridge foi a única ligação entre Manhattan e Brooklyn. Se você caminhar sobre a ponte a partir do Brooklyn para Manhattan, você terá uma vista maravilhosa da linha do horizonte de Nova York.

Brooklyn Bridge Park

O que realmente faz Brooklyn Bridge Park único, porém, é uma deslumbrante vista para Manhattan. O parque é dividido em seções diferentes, e todas têm seu próprio público alvo e charme: Pier 1, Pier 2, Pier 3, Pier 4 Uplands, Greenway, Pier 5, Pier 6, Squibb Park e Bridge, Main Street, Fulton Ferry Landing e Empire Fulton Ferry. Muitos optam por sentar-se nos degraus do Brooklyn Bridge Park, mas você também pode ir para a praia no Pier 4 ou sentar-se no gramado. Você também pode pegar um solzinho ou nadar, se o tempo o permitir na Pop Up Pool. A piscina pode ser encontrada entre Pier 1 e 2 no Brooklyn Bridge Park.

Brooklyn Heights Promenade

Onde tem uma das vistas mais bonitas de Manhattan. Se quiser andar pela região, recomendo a Montague Street ou Pierrepont St, onde tem várias lojas, restaurantes e cafés.

Dumbo

Tirar uma foto na Washington Street com a Water St. É aquela clássica foto no Dumbo, com a Manhattan Bridge enquadrada ao final da dos prédios e com o Empire State ao fundo. A parte mais legal é exatamente entre as duas pontes.

Ande em direção ao Brooklyn Bridge Park. Lá é lindo demais e tem uma vista incrível pra Manhattan. Tem também o Jane’s Carousel. Andando mais um pouco pelo parque você vai chegar à região onde fica o píer, de onde sai e chega o ferry.

DICAS DE ONDE ALMOÇAR NO DUMBO

Grimaldi’s, pizzaria super famosa (que chegou a ser eleita a melhor de NY)

Juliana’s

Ice Cream Factory

Shake Shake

Bairro Williamsburg

Depois de conhecer as regiões do Dumbo e Brooklyn Heights você pode pegar um ferry no Dumbo para ir a Williamsburg. Sai ali da frente do Brooklyn Ice Cream Factory e é possível comprar os tickets em maquininhas que ficam no pier. Além de ser um meio de transporte para chegar em Williamsburg, que fica ao norte do Brooklyn, também é um passeio bacana.

Você tem que saltar na segunda parada (N 6th Street/North Williamsburg).

Vá andando pela N 6th St até chegar na Bedford, a rua mais movimentada de Williamsburg. Ali é onde quase tudo acontece. Um clima bem diferente do que se vê em Manhattan.

Aos sábados e domingos tem o famoso Smorgasburg (confirmar). É um festival gastronômico que você só encontra lá, em um ambiente gostoso, descontraído e com uma vista linda de Manhattan.

Depois de andar bastante pelo Brooklyn, tente programar para assistir ao pôr do sol no rooftop do Wythe Hotel, um dos endereços mais cool de Williamsburg. A vista é linda e se o dia estiver bonito prepare-se para um pôr do sol de tirar o fôlego. Fica na 80 Wythe Ave, com a N 11th St.

Para voltar para Manhattan de Williamsburg o único jeito de metrô é pegar a linha L, que é reta e passa pela 14th St em alguns pontos (1Av, 3Av, Union Square, 14th – com a 6Av e 8Av).

DIA 5 – NFL ou NBA e compras (New Jersey)

Assistir a um jogo da NFL ou da NBA são imperdíveis, além do jogo em si, há mtas atrações nos intervalos que fazem o publico não perder a atenção.

MetLife Stadium (NFL – New York Jets)

Madison Square Garden (NBA – New York Knicks)

Barclays Center (NBA – Brooklyn Nets)

Outlets

Westfield Garden State Plaza

The Outlets at Bergen Town Center

Jersey Gardens

DIA 6 – Financial District

Dia de rumar ao extremo sul da ilha de Manhattan e conhecer o lugar onde a cidade começou e onde hoje milhares de trabalhadores correm de lá para cá.

9/11 Memorial

Onde quer que você esteja em Manhattan, o prédio do One WTC que fica no mesmo lugar onde antes ficavam as Torres Gêmeas vai se destacar na paisagem. E lá é também onde está localizado o 9/11 Memorial.

O memorial é um lugar de respeito e que vale muito a pena ser visitado. O que poderia ser algo super pesado, foi transformado em algo belo, para refletir.

Trinity Church

Esta é a igreja mais antiga dos Estados Unidos, projetada por Richard Upjohn e construída em estilo gótico em 1846. A igreja tem um cemitério que abriga famosos de Nova York dos tempos antigos.

New York  Stock Exchange

A bolsa de valores de Nova York é onde o mundo das ações passa desde 1817. Infelizmente não dá pra entrar, mas dá pra ver o prédio e tirar umas fotos do lado de fora e cada dia ele tem uma faixa diferente ou um evento diferente acontecendo por lá.

Federal Hall

Fica em frente ao prédio da New York Stock Exchange e é o lugar onde Presidente George Washington foi empossado como presidente dos Estados Unidos, quando Nova York ainda era a capital dos Estados Unidos. O lugar não é difícil de achar, uma estátua gigantesca do George Washington na escadaria.

Stone Street – Almoço

A rua foi criada em 1655 e tem esse nome porque é toda pavimentada com pedras para ser utilizada por cavalos. Hoje a passagem é utilizada apenas por pedestres.

Charging Bull

É uma imponente escultura de bronze em formato de touro. Com quase quatro toneladas e cinco metros de cumprimento, a escultura se tornou um dos símbolos de Nova York, que quer dizer prosperidade e otimismo.

Battery Park City e Statue of Liberty

Onde saem as barcas para a Estátua da Liberdade e Ellis Island, também tem uma vista belíssima da Estátua e muita gente se reúne. Um dos passeios imperdíveis se você procura o que fazer em New York City em menos dias.

Staten Island Ferry

É a barca gratuita que passa perto da Estátua da Liberdade, no caso se você não quiser pagar para visitar a Estátua. Separe pelo menos 1:30 entre espera, viagem, ida e volta. E prepare o zoom da câmera.

DIA 7 – Lower East Side

Greenwich Village

Essência de NY. Nela, você encontra o Washington Square Park, um parque público repleto de atrações culturais e sociais, além de muito verde e tranquilidade.

Cheio de homenagens e monumentos destacam-se a imensa fonte e o Arco de Washington, outra homenagem ao ex-presidente George Washington.

Um dos parques mais visitados pelos nova iorquinos. O Washington Square Park foi criado em 1871 e hoje conta com uma área de quase 4 hectares com muito verde, espaços para relaxar e apreciar alguma apresentação cultural.

Nolita

É a abreviação de North of Little Italy, um bairro super descolado, com dezenas de restaurantes bacanas e lojas super diferentes.

Nas ruas Mott e Elizabeth você vai encontrar lojinhas, restaurantes e barzinhos no estilo que encontraria no Soho de quinze anos atrás.

(Na esquina de Mott e Spring fica a Lombardi’s, primeira pizzaria de Nova York).

Soho

é a abreviatura de “south of Houston” — ou seja, ao sul da rua Houston que você acabou de atravessar. O bairro surgiu no meio do século 19, com prédios que faziam uso de estruturas de ferro fundido. Nos anos 70, decadente, o lugar foi adotado por artistas, que inventaram ali o conceito de “loft”. No fim dos anos 80 se tornou endereço de galerias de arte e grifes de vanguarda.

Sabe aqueles prédios de tijolinhos, com uma grande porta azul e escadas de incêndio pendentes, que aparecem nos filmes e séries?  São marca registradas desse bairro.

Use a Prince como eixo principal. É o reduto dos trendies, modelos, artistas e legítimos nova yorkinos.

As ruas Greene, Broome street e Broadway (Roosevelt Bulding, EV Haughwout e The little singer), são as mais bonitas, construções que valem a pena a visita.

ANOTE ESSA DICA NO SOHO

– A Bleeker Street é ótima para passear à noite, com vários pubs e barzinhos com música ao vivo.  

Little Italy

É um bairro em Manhattan formado originalmente por imigrantes italianos. Ainda hoje é conhecido por seus restaurantes.

Nos últimos anos, Little Italy está sendo tomada pela expansão da Chinatown. As influências italianas também estão diminuindo porque os moradores originais se deslocam para outros bairros italianos. Felizmente, o coração de Little Italy ainda bate se você tirar tempo para passear calmamente pelas ruas.

Entre os estabelecimentos mais tradicionais estão o Lunella, Grotta Azzurra Restaurant, The Original Benito One e Da Gennaro.

Chinatown

Praticamente independente no meio de Manhattan, irá encontrar cenas únicas, se você se concentrar na região mais turística (canal street), dificilmente irá aproveitar Chinatown.

Comece pela Canal Street, onde se pode chegar com os metros N e R (linhas amarelas) ou 6 (linha verde), assim que sair da estação, mergulhará na multidão, siga passando pela Chrystie St e virando ao sul pela Forsyth St ao longo do viaduto que dá acesso a ponte, bem embaixo da ponte (east broadway), há um mercadão chinês inacreditável.

Depois disso o melhor é seguir pela East Broadway até chegar na Bowery, uma quadra ao norte você encontrará a esquerda, a Doyer St, uma ruazinha curta que te dará a certeza estar na China.

Depois suba uma quadra ao norte pela Mott St e vire a esquerda na Bayard St para chegar ao Columbus Park (cereja do bolo). Após é só subir uma quadra para o norte e chegar no Canal Street novamente.

Lower East Side

é um antigo reduto de imigrantes que vem se transformando. As escadas de incêndio enferrujadas e becos “desertos” fazem parte da atmosfera artística do Lower East Side. A noite de lá já é uma das mais animadas de Manhattan. De dia vale a pena caçar lojinhas independentes.

Você simplesmente não pode visitar Lower East Side sem visitar a Katz’s Deli. Nessa delicatessen, tudo é ‘XL’ (extra grande). O espaço em si, as bebidas e os sanduíches (experimente o de pastrami).

DIA 8 – High Line Park e Chelsea Market

High Line

É um parque linear de aproximadamente 2,5 Km construído em 2009 numa via férrea elevada de Nova York, fica a 8 metros de altura. O parque atravessa três bairros diferentes de Nova York e funciona com uma boa maneira de conhecer de cima algumas regiões da cidade geralmente pouco visitadas pelos turistas, como Meatpacking, West Chelsea e Hell’s Kitchen/Clinton.

O grande charme do local está no fato de contrastar a sua área verde com os arranha-céus de Manhattan, o que cria um cenário muito bonito e cosmopolita.

Há vários pontos de acesso. Os melhores são as duas pontas: na Gansevoort (a primeira abaixo da 13; desça na estação 14th St x 8th Ave., servida pelas linhas A, C, E ou L) e na rua 30 com 10ª Avenida (desça na Penn Station e venha caminhando). Esses dois acessos têm elevadores. O parque abre diariamente das 7h às 23h. A entrada é gratuita e há stands com comida e bebida numa área coberta situada no meio do percurso.

Chelsea Market

Toda cidade cosmopolita tem um lugar que oferece o melhor das opções gastronômicas se tornando parada obrigatória para os turistas. Em Nova York esse lugar é o Chelsea Market.

A construção do local segue a linha de tijolinhos dos tradicionais prédios do bairro e a decoração rústica interna dá um charme especial.

OFERTA DE HOTÉIS EM NEW YORK CITY

Reserve os melhores hotéis em New York com até 80% de desconto

EXTRA: Rooftops e night clubs em New York

Tem muito mais o que fazer em New York City, e os rooftops são tendência nas grandes cidades do mundo. Com bares e baladas incluindo vistas incríveis dos arranha-céus os nightclubs estão em alta. Veja alguns que eu fui e aprovei.

Rooftops

The Loopy Doopy Rooftop Bar (The Conrad hotel)

A vista do Loopy Doopy Rooftop Bar é incrível. Aqui você consegue ver todo Financial District no Lower Manhattan.  Endereço: 102 North End Ave, New York, NY 10282, EUA.

*Se for, fazer o roteiro ao contrário do dia 27.

PH-D Rooftop Lounge

Um dos bares mais badalados do momento é o PH-D Rooftop Lounge. Localizado no último andar do hotel Dream Downtown no bairro de Meatpacking, o ambiente é maravilhoso.

White Hotel

Se você estiver passeando em Williamsburg, no Brooklyn, e quiser tomar bons drinks em um bar bacana com uma das vistas mais lindas para Manhattan, o Wythe Rooftop é a melhor opção. Aos finais de semana, à noite, tem um dj para animar ainda mais o ambiente. O bar abre todos os dias das 17h às 2hs e aos finais de semana das 14h às 2hs. Não aceitam reservas, é por ordem de chegada.

Monarch Rooftop Lounge

Esse Rooftop-Bar oferece um ambiente muito bem decorado e é um dos poucos da cidade que oferece um vista privilegiada do Empire State Building

230 Fifth 

A vista mais bonita de Manhattan. Abre todos os dias – inclusive durante o inverno, pois conta com área fechada também. E é uma área bem legal, com um lounge caprichado e mesas posicionadas ao lado de janelas que têm vista para os prédios da cidade.

Nightclubs

Fat Cat

Pub alternativo com vários jogas e banda ao vivo, fica localizado no West Village, uma das regiões mais charmosas da cidade e com uma vida noturna bem agitada.

Marquee

É uma das baladas preferidas pelos nova iorquinos e pelos turistas em Nova York. Ela está localizada no Chelsea, em Manhattan. A casa está reaberta desde janeiro de 2013 e é o ponto em que diversos DJ’s famosos no mundo todo agitam Nova York com o melhor da música Pop, Rock e Hip Hip. Uma das baladas em Nova York mais conhecidas no mundo.

1 Oak

O 1 OAK é uma das mais novas baladas e nightclubs da cidade. O 1 OAK está localizado perto de outras casas noturnas famosas como a Highline Ballroom e é um espaço frequentado, geralmente, por gente jovem, da elite de Nova York e por muita gente famosa. Desde que abriu suas portas, a casa noturna tem estado entre o top das listas das melhores baladas de Nova York.

Webster hall

O Webster Hall é uma das maiores e mais famosas casas noturnas de Nova York. O espaço tem capacidade para 2500 pessoas, complexo com quatro andares distribuídos entre um bar e várias pistas de dança.

Le bain

A balada do Le Bain em Nova York é um dos lugares mais famosos e inusitados para aproveitar a noite na cidade. Ela é muito conhecida por ter uma piscina dentro do espaço, e fica nos 18º e 19º andares do Standard Hotel. O Le Bain oferece aos clientes vistas fantásticas da cidade de Nova York, com seus janelões que vão do chão ao teto

Lavo night club

Conheça a casa noturna e restaurante LAVO em Nova York. Se você quer ir a uma balada repleta de jovens e com boa música e ainda poder jantar a mais típica comida italiana em Nova York, a dica é esse local. A LAVO é uma das baladas mais frequentadas pelos jovens nova iorquinos na Ilha de Manhattan.

Organize aqui a sua Viagem para Nova York

+ Leia todos os posts de Nova York
+ Encontre Hotéis em Nova York, até 80% OFF
+ Contrate um Seguro Viagem e vá tranquilo
+ Alugue um carro em Nova York em reais, sem IOF e em até 12x
+ Compre um chip internacional e tenha internet 4G no celular

Essa dica foi útil para você? Por favor, então deixe um comentário e compartilhe também nas suas redes sociais. Este site é feito com muita dedicação e seu apoio/participação realmente nos ajudará a mantê-lo no ar.



TOP 6 DICAS PARA ECONOMIZAR NAS VIAGENS

  • SEGURO VIAGEM - Não faça a besteira de viajar sem um Seguro de Viagem. Na Europa é obrigatório! Faça uma cotação online para ver o quanto é barato viajar tranquilo. Pague no cartão de crédito em até 12x ou com desconto no boleto bancário. Use nosso cupom: VIAGENS5 para um desconto extra de 5%.
  • HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com que garante os melhores preços de hospedagem em qualquer lugar no mundo! Você reserva antecipado, pode cancelar e alterar quando quiser. Faça a sua reserva através do nosso link.
  • CHIP DE CELULAR - Já saia do Brasil com seu Chip Internacional 4G funcionando. Tenha conexão em mais de 140 países para usar o Whatsapp, redes sociais e GPS. Já usamos o chip da EasySIM4u em diversos países e aprovamos.
  • GANHE 179 REAIS! - O Airbnb é a melhor maneira de alugar casas e apartamentos em locais únicos, com preços para todos os bolsos. Ganhe R$179 de desconto na sua primeira reserva acima de R$250. Aproveite!
  • ALUGUEL DE CARRO - Faça aqui sua cotação online entre as melhores locadoras no Brasil e no mundo. A RentCars é nossa parceira e oferece os melhores preços, em reais e sem IOF, com total segurança.
  • NOSSAS EXPEDIÇÕES - Participe das viagens que estamos organizando com nossos leitores! São roteiros exclusivos com o melhor dos destinos e hospedagens selecionadas. Junte-se aos nossos grupos VIPs e vamos viajar juntos.

LEIA TAMBÉM



Denunciar

Curtiu essa matéria?

Escrito por Raphael Ferreira

Raphael Ferreira é carioca, sempre de bem com a vida, buscando novos desafios e lugares pra explorar, apaixonado por viagens e fotografias, empresário, graduado em direito, sagitariano e feliz! Siga no Instagram @rapha_ferreira1

Comentários

Deixe um comentário

One Ping

  1. Pingback:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Hostel em Noronha - Hospedagem barata em Fernando de Noronha

Hostel em Noronha – Dicas de hospedagem barata no paraíso

Pig Beach, a Praia dos Porcos Nadadores nas Bahamas