in , , ,

Uruguai no Verão – Um roteiro de 2 semanas pelas praias e balneários

Roteiro pelas principais praias e balneários do Uruguai

Quem é louco por praia, como eu, sempre acaba achando um jeitinho de incluir essa maravilha da natureza nas suas viagens. Não importa o destino, se rolar um clima propício e uma prainha possível, lá estaremos nós, com nossas cangas à tiracolo, prontos para curtir uns momentos à beira-mar.

Quando tive a chance de tirar uns dias em janeiro para viajar, aproveitei a época para conhecer as playas do nosso querido vizinho Uruguai, país que amo de paixão! Pequenininho, mas que ostenta nada menos que 660 Km de litoral, o paisito é um ótimo destino de verão e tem justamente nas praias seu maior atrativo turístico.

Praia dos Pescadores em Punta del Diablo
Praia dos Pescadores em Punta del Diablo

Então, aproveita que a estação mais caliente do ano está a todo vapor aqui na metade sul do planeta, pega sua roupa de banho e vem comigo nesse roteiro com a cara do verão pela costa uruguaia!

De ônibus pelo litoral uruguaio

Minha viagem começou na capital Montevidéu, a principal porta de entrada por via aérea do Uruguai. De lá, fiz todos os trajetos entre as cidades de ônibus e assim percorri praticamente toda a costa do país, durante 12 dias.

Rodovia Uruguaia próxima a Colonia
Rodovia Uruguaia próxima a Colonia

Viajar de ônibus em vez de alugar um carro foi uma ótima escolha: além de baratear muito a viagem, o serviço de ônibus interurbanos do Uruguai é super eficiente e as distâncias entre os lugares são normalmente curtas.

Dica de Hospedagem no verão: a palavra é antecedência

Antes preciso dizer que tenho um gosto pessoal por viajar bem livre, sem muita pré definição de roteiros e datas. Isso me permite ficar mais ou menos tempo em um lugar se eu quiser, além de poder incorporar dicas recebidas pelo caminho no meu roteiro.

E assim quis viajar no Uruguai, por isso reservei com antecedência só a hospedagem dos primeiros dias em Montevidéu. Acontece que janeiro é mês de férias de verão e os balneários uruguaios ficam cheios de visitantes como você, a procura de praia e calor. Na maioria das cidades foi difícil achar hospedagem com preços razoáveis de última hora. Então, a minha dica de amiga é que, pra gastar menos e ter mais opções para escolher, reserve sua hospedagem para o verão na costa uruguaia com uma boa antecedência.

Agora vamos ao que interessa?

Roteiro do Uruguai no Verão – 12 dias pelo litoral

Mapa do meu roteiro no Uruguai - Quase de ponta a ponta em 6 locais
Mapa do meu roteiro no Uruguai – Quase de ponta a ponta em 6 locais

Montevidéu – 2 dias

Como o foco dessa viagem não eram grandes centros urbanos, reservei só 2 dias inteiros (e 3 noites) para a cidade. Pode parecer pouco tempo mas 48 horas, se bem divididas, rendem bem por lá.

Montevidéu não só é a maior cidade do país como concentra nada menos que metade da população uruguaia. Grande, mas sem perder a tranquilidade, ela reúne história, cultura, gastronomia, ruas super arborizadas e áreas de lazer ao ar livre, que são um verdadeiro convite para se curtir dias de verão – e acredite, eles podem ser bem quentes por lá!

LEIA TAMBÉM

City Tour no centro histórico de Montevidéu

5 Restaurantes pra comer em Montevidéu

Conheça o Mercado Agrícola de Montevidéu

Montevidéu, árvores por todos os lados
Montevidéu, árvores por todos os lados

Reservei pelo Airbnb esse apartamentinho fofo em Pocitos (ganhe 85 reais de desconto se cadastrando por esse link), bairro onde fica uma das principais praias da cidade. No primeiro dia, um domingo, então aproveitei para rodar pela região. O dia foi suficiente para passear com calma pelo Parque Rodó, onde acontece uma boa feirinha de variedades aos domingos, caminhar pela Rambla (o calçadão à beira-mar) e conhecer as praias de Pocitos e Buceo. Claro que não podia faltar o famoso letreiro de Montevidéu e o pôr do sol no Rio da Prata.

Domingo é um ótimo dia para curtir a região das praias. As avenidas à beira mar ficam fechadas para o trânsito de carros e são totalmente ocupadas por famílias, grupos de amigos e visitantes curtindo ao ar livre, praticando esportes, e, claro, tomando o inseparável mate – o chimarrão deles.

O dia seguinte foi dedicado ao centro da cidade e, apesar dos muitos relatos de assaltos na região, não me senti insegura em nenhum momento. Comecei o passeio pela Ciudad Vieja, a parte histórica de Montevidéu, e é ali que está uma das atrações mais aclamadas da cidade: o Mercado do Porto. Lá os apaixonados por carne terão certeza de que o paraíso fica em uma construção centenária repleta de restaurantes, quase todos exibindo pedaços generosos de carne sendo assados nas tradicionais parrillas, as “churrasqueiras” uruguaias.

Mercado do Porto, paraíso dos carnívoros
Mercado do Porto, paraíso dos carnívoros

Dá para percorrer todo o centro histórico a pé, passando por ruinhas tranquilas, museus, igrejas e praças. A mais agradável delas é a Plaza Constitucion, cheia de sombras árvores e cafes ao ar livre. Já a mais importante é a Plaza Independéncia, rodeada por vários monumentos e prédios significativos, como a sede do governo uruguaio e a Puerta de la Ciudadela, um dos portais de Montevidéo no período colonial. Caminhando um pouco mais se chega à pérola da cidade, o Teatro Solís, um dos mais importantes da América do Sul. Vale à pena fazer a visita guiada, que tem horários extras no verão (horários e valores aqui)!

Teatro Solís, um dos mais importantes da América do Sul
Teatro Solís, um dos mais importantes da América do Sul

Quanto tempo ficar: com 2 dias inteiros dá para conhecer as atrações principais.

Colônia do Sacramento – 1 dia

Meu segunda destino foi Colônia do Sacramento, o único a oeste de Montevidéu. A viagem de ônibus entre as duas cidades dura menos de 3 horas, o que permite a quem tem menos tempo fazer um bate desde a capital. A estrada é ótima e os ônibus partem quase de hora em hora.

Conhecer Colônia era um sonho de alguns anos, então preferi dormir uma noite por lá. A parte histórica, declarada Patrimônio Mundial da Humanidade, é pequena e fácil de ser percorrida toda a pé. Essa é inclusive a melhor forma de conhecer Colônia, andar sem rumo pelas ruas de pedra, descobrir detalhes deixar o clima tranquilo do lugar tomar conta de você.

LEIA TAMBÉM

City Tour no centro histórico de Colônia do Sacramento

Visite também San José e um dos principais teatros do Uruguai

Reserve uma hospedagem em Colônia do Sacramento

Entre casinhas com janelas coloridas, museus e cafés charmosos, se destaca a Calle de los Suspiros, uma ruazinha com algumas das construções mais antigas da cidade, onde hoje funcionam ateliês, bistrôs e lojinhas.

O farol é um ótimo lugar pra ver Colônia de cima e a grandeza do Rio da Prata. Outro clássico é o porto antigo e o por do sol deslumbrante, que no verão não acontece antes das 9 da noite. Alguns cafés, como o fofo Lentas Maravillas oferecem vista privilegiada pro espetáculo da natureza.

Quanto tempo: em 1 dia dá pra conhecer a cidade. Muita gente fica mais tempo para fazer passeios, como o tour guiado pela cidade e pedalar pelos campos da região.

Piriápolis – 2 dias

Próxima parada: Piriápolis, balneário a 100 Km de Montevidéu, também na margem do Rio da Prata. Para ir até lá de ônibus, partindo de Colonia, é preciso antes ir a Montevidéu, já que não existe uma rota direta entre as duas cidades.

Os poucos 2 dias que passei por lá foram suficientes pra que a cidade ganhasse um lugar eterno no meu coração! Piriápolis me lembra os balneários de férias da minha infância, não é hippie, nem modernosa, nem ultra badalada, é primordialmente um dos destinos de férias das famílias uruguaias. Mas que tem uma beleza e uma tranquilidade que cativam.

LEIA TAMBÉM

O que fazer em Piriápolis, no Uruguai

Visite o Castelo Pittamiglio, que guardou o Santo Graal

Reserve uma hospedagem em Piriápolis

Com muitos hotéis, restaurantes e todo tipo de comércio, a cidade tem uma ótima infraestrutura turística e atrações que vão além das praias, como o Castelo de Piria – a primeira construção da cidade, do fim do século XIX -, o Hotel Argentina e subir no teleférico até o Cerro San Antonio, de onde a vista do azul das águas e do verde da vegetação é apaixonante.

O restaurante La Huerta de Martino contribuiu para meu amor por Piriápolis. Em estilo de casa mesmo, com sala de estar, sala de jantar e cozinha, nos fundos fica a horta do nome, de onde vem ingredientes orgânicos para o preparo de pratos incríveis. A comida é deliciosa e o atendimento pessoal, quase caseiro, é de encantar!

Fiz um ótimo passeio até Punta Colorada, balneário a 5 Km do centro Piriápolis. O caminho até lá passa por praias, casarões, vegetação e uma gratificante vista de toda a orla de Piriápolis na chegada.

No mais é caminhar pela rambla, ver o pôr do sol no porto, visitar a feirinha de artesanato no centro à noite, comer peixe, beber e deixar o tempo correr devagar…

Punta Colorada
Punta Colorada

Quanto tempo: em 1 dia dá para conhecer as atrações, mas recomendo ficar pelo menos mais 1 para aproveitar a praia e curtir o lugar com calma.

Punta del Diablo – 2 dias

O próximo destino lógico da minha viagem, pela linha do mapa, seria Punta del Este. Mas inverti a ordem e decidi deixar a cidade por último, para me poupar de um longo trajeto de ônibus na volta à capital. Além disso, há ônibus que levam diretamente de Punta para o aeroporto e eu não precisaria entrar em Montevidéu mais uma vez.

Fui então para o outro extremo da minha viagem: Punta del Diablo. Pertencente ao departamento de Rocha, esse vilarejo de praia fica pertinho da cidade de Chuy, que faz divisa com o Brasil. Relaxada, rústica, com casas de madeira e calçamento de terra, o lugar é desses que atrai muita gente jovem e viajantes de mochila, mas que também recebe de braços abertos pessoas de todas as idades e estilos em busca de boas praias e tranquilidade.

Fim de tarde na Praia dos Pescadores
Fim de tarde na Praia dos Pescadores

De Piriápolis não saem ônibus para lá. É preciso ir até a cidade de Pan de Azúcar, a 10 Km, e então pegar um outro até o destino. A viagem dura 2,5h num ônibus parador, mas que vale pelas paisagens do caminho!

Punta del Diablo bomba durante todo o verão e l-o-t-a no réveillon e carnaval. Durante o dia, o programa é aproveitar o sol nas praias da vila, que são bem lindas e selvagens, sem muita intervenção humana. As principais são a Praia dos Pescadores, onde chegam os barcos cheios de peixe no fim do dia, e a Praia da Viuda, cercada de dunas.

Praia da Viuda
Praia da Viuda

À noite todo mundo vai para o centrinho curtir os bares, restaurantes, lanchonetes, lojinhas, feirinhas de artesanato. Dali os mais animados podem partir pra um boliche – ou boate – e a festa continua até o dia amanhecer.

Quem tiver tempo pode (e deve!) esticar até a Fortaleza de Santa Teresa, construção grandiosa do século XVIII, que fica a apenas 12 Km ao norte de Punta del Diablo. Além da edificação, com muralhas altíssimas, a paisagem à beira compõe o cenário. Não consegui visitar a Fortaleza, infelizmente, mas ela está em muitas listas das atrações mais interessantes do Uruguai.

Para se hospedar você pode escolher entre os muitos hostels, pousadas, casas e campings em Punta del Diablo. Fiquei no Hostel Las Hadas, um achadinho de última hora perto da Praia da Viuda. Eles têm um café da manhã incrível!

Como uma boa vila de Pescadores, muitos lugares não aceitam cartão. Pra não passar aperto, leve dinheiro em espécie.

Quanto tempo: mesma coisa de Piriápolis, em 1 dia você conhece toda a vila, mas para curtir mais tempo na praia ou ir à Fortaleza de Santa Teresa é preciso 1 dia pelo menos.

Cabo Polonio – 2 dias

Hora de começar o caminho de volta e de realizar mais um desejo de anos: conhecer Cabo Polonio.

Você não vai ver nem viver nada igual no Uruguai, talvez em nenhum outro lugar do mundo. Estar em Cabo Polonio é muito mais do que visitar um destino, é viver uma experiência linda e única.

Paraíso isolado
Paraíso isolado

Esse paraíso isolado é protegido por um parque nacional. Para manter sua natureza incrível preservada, lá só entram carros autorizados, não existe energia elétrica e água corrente, nada de grandes construções ou super estrutura turística. Em Cabo Polonio a curtição é outra, a de contato profundo com a natureza, que se revela através de praias lindas e selvagens, dunas, animais maravilhosos, lobos marinhos pertinho de você, céu estrelado, sol nascendo e sol se pondo sem obstáculos. É esse o luxo que você vai encontrar por lá.

De um lado do cabo fica a praia La Calavera – ou Norte, onde vi muitos lobos marinhos. Do outro está a praia Sur, a mais linda na minha opinião, que uma faixa enorme de areia e água bem azul. No meio delas fica a vilazinha, com um farol lindo e imponente no meio.

Para ir a Cabo Polonio é assim: você chega, de carro ou ônibus, à portaria do parque. Se estiver de carro, deixa o veículo estacionado ali. Então, pega o próximo transporte para a vila, em um caminhões 4×4 adaptado com cadeiras em cima e embaixo, que saem pelo menos a cada hora no verão. Dali vai saculejando por 7 Km sobre dunas, com o visual fantástico que vai surgindo pelo caminho, até a vila.

Transporte para Cabo Polonio: a aventura começa aqui!
Transporte para Cabo Polonio: a aventura começa aqui!

Para se hospedar existem alguns hostels, pousadinhas e casas pra alugar, que ali chamam de ranchos. Tudo bem simples, de madeira sobre a areia. Alguns poucos têm gerador de energia, na maior parte dos casos é encarar banho frio e luz de lampião, o acaba sendo uma charme a mais do lugar e um ótimo convite a tomar um bom vinho uruguaio à luz de velas. 😉

Vila com a Playa Sur ao fundo
Vila com a Playa Sur ao fundo

Na vila há um armazém, onde dá pra comprar de tudo, e alguns restaurantes simples, mas gostosos. No fim da tarde começam os movimentos nos bares e pubs, que ficam sempre cheios de viajantes do mundo todo.

A dica de Punta del Diablo vale mais ainda pra Cabo Polonio: esqueça o cartão, aqui só cash mesmo.

De Punta del Diablo sai um ônibus da empresa Rutas del Sol que faz parada na portaria do parque nacional, de onde saem os caminhões. A viagem dura umas 2 horas.

Quanto tempo: fiquei 2 noites, mas em Cabo Polonio vale a máxima “quanto mais, melhor”! Quem não tem pouco tempo pode fazer um bate e volta desde Punta del Diablo e curtir só o dia. O que não pode é deixar de conhecer a magia desse lugar.

Punta del Este – 3 dias

Dia de deixar o mundo paralelo de Cabo Polonio e seguir ruma ao último destino da viagem.

Punta del Este é o lugar mais turístico, famoso e badalado do Uruguai, onde param cruzeiros, visitam celebridades e desembarcam pessoas de todo o mundo no verão. À parte toda a badalação, o luxo e os cassinos, a cidade tem seu lado de tranquilidade, com muitas belezas naturais.

LEIA TAMBÉM

O que fazer em Punta del Este, a queridinha do Uruguai

Como visitar a La Mano (Los Dedos) em Punta del Este

Reserve uma hospedagem em Punta del Este

Belezas em Punta del Este
Belezas em Punta del Este

A estrutura turística é fantástica. Tem hospedagem pra todo tipo e gosto (e bolso), restaurantes até dizer chega, bares, boates, passeios e atrações. Como estou longe de ser uma pessoa do luxo e da badalação, aproveitei os 3 dias que passei em Punta pra curtir seus atrativos naturais e as belezas da cidade.

Punta fica no departamento de Maldonado, a 131 Km de Montevidéu. Na curvinha do Uruguai, é onde se pode ver o encontro do Oceano Atlântico com o Rio da Prata, com praias tanto de mar quanto de rio.

Entre suas principais atrações estão o famoso monumento Los Dedos, a escultura da mão que parece sair das areias da praia Brava; o porto, sempre cheio de lobos marinhos bem pertinho do pier, para delírio dos turistas; o cassino do hotel Conrad; o museu Ralli, com nomes como Dalí e Botero em seu acervo; e, claro, as praias.

Vale muito uma visita a La Barra e Jose Ignacio, balneários a poucos quilômetros do centro, mais relaxadas e tranquilas. Da rodoviária saem ônibus para esses lugares com frequência.

De todas as atrações da cidade, a melhor, na minha opinião, fica na localidade vizinha de Punta Ballena e tem o nome de Casa Pueblo. A casa é a obra da vida do artista uruguaio Carlos Páez Villaró e fica num lugar mais que privilegiado, no alto de colina à beira-mar. A construção inusitada, toda branca, contrasta com o azul do céu e do mar e o cenário ali é realmente encantador.

Para chegar a Punta desde Cabo Polonio é preciso pegar o ônibus para San Carlos Terminal, onde se pega outro de a linha para Punta del Este. No total são cerca de 3,5 horas de viagem.

Quanto tempo: 3 dias são suficientes para visitar as atrações, curtir as praias e ir a Punta Ballena.

VEJA TAMBÉM

Roteiro de 4 dias no Uruguai

Bodega Bouza: tour de vinhos orgânicos e almoço harmonizado

Compre um chip de telefone que funciona no Uruguai

Espero que você também possa se aventurar pelo Uruguai e conhecer um pouco mais desse paisito de natureza linda e povo maravilhoso. Um beijo e até a próxima!

Essa dica foi útil para você? Por favor, então deixe um comentário e compartilhe também nas suas redes sociais. Este site é feito com muita dedicação e seu apoio/participação realmente nos ajudará a mantê-lo no ar.



TOP 6 DICAS PARA ECONOMIZAR NAS VIAGENS

  • SEGURO VIAGEM - Não faça a besteira de viajar sem um Seguro de Viagem. Na Europa é obrigatório! Faça uma cotação online para ver o quanto é barato viajar tranquilo. Pague no cartão de crédito em até 12x ou com desconto no boleto bancário. Use nosso cupom: VIAGENS5 para um desconto extra de 5%.
  • HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com que garante os melhores preços de hospedagem em qualquer lugar no mundo! Você reserva antecipado, pode cancelar e alterar quando quiser. Faça a sua reserva através do nosso link.
  • CHIP DE CELULAR - Já saia do Brasil com seu Chip Internacional 4G funcionando. Tenha conexão em mais de 140 países para usar o Whatsapp, redes sociais e GPS. Já usamos o chip da EasySIM4u em diversos países e aprovamos.
  • GANHE 130 REAIS! - O Airbnb é a melhor maneira de alugar casas e apartamentos em locais únicos, com preços para todos os bolsos. Ganhe R$130 de desconto na sua primeira reserva acima de R$250. Aproveite!
  • ALUGUEL DE CARRO - Faça aqui sua cotação online entre as melhores locadoras no Brasil e no mundo. A RentCars é nossa parceira e oferece os melhores preços, em reais e sem IOF, com total segurança.
  • NOSSAS EXPEDIÇÕES - Participe das viagens que estamos organizando com nossos leitores! São roteiros exclusivos com o melhor dos destinos e hospedagens selecionadas. Junte-se aos nossos grupos VIPs e vamos viajar juntos.

LEIA TAMBÉM



Denunciar

Curtiu essa matéria?

Escrito por Lilian Müller

Lilian Müller é uma caçadora de sonhos e do lugar incomum, nunca troca o duvidoso pelo certo. Jornalista por formação, enquanto tenta descobrir a sua missão aqui nesse mundo, vai viajando, de preferência por lugares menos óbvios e mais quentes. Para vê-la feliz é só colocar um cachorro na sua frente ou pronunciar a palavra mágica "praia". Siga no Instagram: @lilianmuller.muller

Comentários

Deixe um comentário
    • Oi Marjorie, acabei de saber que o apartamento não está mais disponível para locação por temporada.. 🙁

      Mas posso te passar a localização, que era perfeita: na Jose Ellauri, quase esquina com a 21 de Setiembre. Procura alguma coisa por ali que você vai estar bem localizada, essa região é uma delícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Aveiro, a Veneza portuguesa

Roteiro de carro em Portugal em 13 dias

Pousada Solar das Vertentes - Arraial d Ajuda - BA

Hotéis e Pousadas Naturistas no Brasil