in , ,

Roteiro de carro em Portugal em 13 dias

Aveiro, a Veneza portuguesa

Muito além de apenas porta de entrada para a Europa, Portugal é um país lindo, com tudo que uma boa viagem precisa: lugares históricos, natureza da praia a montanha, povo acolhedor e culinária de dar água na boca. Uma excelente opção para quem tem medo de viajar por causa de idioma, mesmo não sendo o mesmo português do Brasil. Foi como se estivéssemos em casa!

Com território menor do que o estado de Pernambuco, fica fácil montar um roteiro de carro em Portugal, e aproveitar ao máximo o que a “terrinha” tem de melhor.

Veja abaixo a minha sugestão e aproveite para montar a sua roadtrip também.

+ Encontre Hotéis em Lisboa com até 80% OFF
+ Contrate um Seguro Viagem (obrigatório para a Europa)
+ Alugue um carro em Portugal sem taxas extras
+ Compre um chip internacional e tenha internet 4G na Europa
+ Leia todas as matérias de Portugal
+ 18 encantos da Cidade do Porto, em Portugal
+ Compre passeios e ingressos de atrações em Lisboa

O que fazer em Portugal em 13 dias

DIA 1 – Chegada em Lisboa / Fátima / Conimbriga / Coimbra

Chegamos em Lisboa pela manhã e já saímos do aeroporto com o carro alugado (reservado pela internet). Nossa primeira hospedagem (e única já reservada) era em Coimbra. No caminho paramos em Fátima e Conimbriga.

Fátima é basicamente visitação ao Santuário. Independente da sua religião é um lugar lindo de visitar, não leva mais do que umas duas horas.

Conimbriga, antiga cidade romana, tem um sítio arqueológico muito bem conservado, verdadeiro museu a céu aberto, é possível caminhar entre as ruínas e imaginar a vida naquela época.

Chegada em Coimbra no início da noite.

Portugal - Ruínas de Conimbriga
Portugal – Ruínas de Conimbriga

DIA 2 – Coimbra

Saímos cedo e como era domingo foi fácil estacionar em todos os lugares que visitamos, durante a semana muitos lugares, principalmente no centro, são lotados e pagos por hora.

Nossa primeira parada foi na Universidade de Coimbra, lugar inspirador para ver, que dirá estudar. Como chegamos por volta de 9h estava bem vazio, o que agilizou compras de bilhete e filas, além de ajudar muito na hora de tirar foto. Existem várias opções de visitações internas, dando acesso a diferentes salas e prédios.

Seguimos para o Mosteiro de Santa Clara – a Velha (não é brincadeira, é o nome mesmo), ruínas bem conservadas e um bom ponto pra tomar um cafezinho com um tradicional pastel de Santa Clara, óbvio!

Direto para Quinta das Lágrimas, onde hoje funciona um hotel de luxo, já foi palco de uma linda história de amor entre Dom Pedro e Inês de Castro.

Ainda tivemos tempo de visitar tantos outros pontos como: Museu Machado de Castro, Mosteiro de Santa Clara – a Nova (sim, o antigo convento foi transferido para um novo prédio), Praça da República, Catedral da Sé (a nova e a velha), Penedo da Saudade, Parque Verde do Mondengo.

Portugal - Escadarias da Universidade de Coimbra
Portugal – Escadarias da Universidade de Coimbra

DIA 3 – Coimbra / Aveiro / Porto

Saindo de Coimbra, passamos por Aveiro, conhecida como a Veneza portuguesa, pois a cidade é cortada por canais onde pode-se fazer passeios de gôndola, como na cidade italiana. Estava um dia lindo de sol, mas muito frio, então optamos por um café com doce de ovos moles, tradicional da região.

Chegamos no Porto pela tarde e demos uma volta de reconhecimento pela cidade e ficou claro que seria impossível passear de carro, além das ruas estreitas, todo o centro tem estacionamento proibido ou pago. Na frente de onde ficamos hospedados era permitido estacionar somente durante a noite.

Veja também: Dicas do que fazer no PortoPor Guilherme Tetamanti

Cardápio da janta foi prato típico do Porto, a “francesinha”, um sanduíche com vários tipos de carne, servido com queijo derretido e muito molho vermelho. Diz que cada lugar tem sua receita secreta.

Aveiro, a Veneza portuguesa, imperdível durante esse roteiro de carro em Portugal
Aveiro, a Veneza portuguesa, imperdível durante esse roteiro de carro em Portugal

DIA 4 – Porto / Vila Nova de Gaia

Fomos até Vila Nova de Gaia, do outro lado do rio e deixamos o carro num estacionamento, pelos outros dois dias, foi muito mais em conta do que no Porto. Aproveitamos e visitamos a cidade. Passeamos pela margem do Rio Douro e visitamos uma Cave (vinícola) com degustação de vinho do porto no final.

Booking.com

Tour com degustação na Vinícola Ferreira

Para voltar a cidade é só pegar a Ponte Luiz I, outro cartão postal. Dá pra atravessar tanto pela parte de baixo ou de cima (onde passa o trem), a vista é deslumbrante!

Durante a tarde, passeamos por todo centro histórico a pé, fica tudo muito perto. Metrô apenas para ir ou voltar pra casa.

Cidade do Porto vista pela outra margem do rio
Cidade do Porto vista pela outra margem do rio

DIA 5 – Porto

Continuamos com as caminhadas, subidas e descidas. Tem vários passeios de barco pelo Rio Douro, que devem ser incríveis, mas como o dia estava meio chuvoso achamos melhor continuar caminhando e aproveitando com calma.

Da Baixa do Porto aos Clérigos em um roteiro a pé no Porto

Dos Clérigos a Ribeira em um belo roteiro a pé no Porto

Principais atrações da Foz do Porto

A cidade é a segunda maior de Portugal, é linda, histórica e tem um clima especial. Muitas igrejas, museus, cafés e padarias. Dentre os pontos mais conhecido e imperdíveis são: Torre dos Clérigos, Catedral da Sé, Estação São Bento, Livraria Lello (principalmente se você é fã de Harry Potter, como eu), Café Majestic, Palácio de Cristal, Praça da liberdade, Casa do Infante…

Bonde elétrico ainda em funcionamento
Bonde elétrico ainda em funcionamento

DIA 6 – Braga / Guimarães / Figueira da Foz

Saímos pela manhã e rumamos para Braga e Guimarães. Duas cidades históricas e lindas…

Guimarães é conhecida como cidade-berço, pois foi onde nasceu o primeiro rei de Portugal. Preserva até hoje as características medievais. Não deixe de visitar a exposição sobre a história do país, dentro do Castelo de Guimarães e o Paço dos duques.

Acabamos demorando mais do que o esperado visitando essas cidades e resolvemos passar a noite em Figueira da Foz, uma cidadezinha no litoral muito simpática.

Castelo de Guimarães
Castelo de Guimarães

DIA 7 – Nazaré / Óbidos / Évora

Pegamos a estrada logo cedo, e indo pela costa, chegamos a Nazaré, a cidade das ondas gigantes. Todo ano é realizado um campeonato de surf com ondas que podem chegar a 30 mts.

Seguimos para Óbidos, construções medievais cercadas por muradas. Caminhe entre as ruas e becos e descubra a herança de vários povos que lá viveram ao longo dos tempos. No centro histórico somente carros de moradores são permitidos.

Chegada em Évora a noite.

Vila de Óbidos
Vila de Óbidos

DIA 8 – Évora / Sintra

Dia de sair bem cedinho e explorar a cidade a pé. Évora é mais uma das cidades muradas com grande influência medieval. Ruínas de templo romano, castelos, jardins públicos, igrejas antigas fazem você respirar história só de andar pelas ruas. Impressionante e imperdível mesmo é a Capela dos Ossos, na Igreja de São Francisco, uma capela toda revestida de ossos humanos.

Mais estrada e chegamos no fim da tarde em Sintra.

Capela dos Ossos
Capela dos Ossos

DIA 9 – Sintra / Cascais / Estoril / Lisboa

Sintra é uma cidade muito diferente de todas as outras que visitamos. Situada na serra, mas apenas a 30 minutos da Capital, tem uma atmosfera mágica que é quase impossível descrever. Cheia de lugares extravagantes e misteriosos para se visitar, como o Palácio da Pena (aproveite a vista que vai até o mar) e a Quinta da Regaleira (jardins e palácio do séc. XIX cheio de influências exotéricas). Não perca ainda o Castelo dos Mouros, Palácio de Queluz e tantos outros.

Foi possível chegar de carro a todos os pontos que visitamos, a maioria tem estacionamento. Você também pode ir de ônibus e tuk-tuk (parecido com carrinho de golfe), ou uma bela caminhada (mas lembre-se que é muita subida).

Na descida da serra, demos uma rápida passada pelas cidades litorâneas de Cascais e Estoril, antes de chegar a Lisboa. São lindas e parecem bem planejadas, como já era final da tarde e início de outono, pegamos um pôr do sol lindo, mas friozinho.

Quinta da Regaleira
Quinta da Regaleira

DIAS 10 a 14 – Lisboa

Roteiro de 4 dias em Lisboa

Primeiro dia de Lisboa, já estávamos um pouco cansados de toda a viagem, mas loucos para desbravar a capital. Deixamos o carro em casa, pois segue a regra de não conseguir estacionar no centro, além do trânsito “meio caótico” característico de Portugal.

Pegamos um ônibus e fomos cedinho para a Torre de Belém (que fica mais afastada), com a intenção de evitar fila, mas como todo bom viajante esquecemos do calendário e adivinhem? Era segunda feira, dia mundial do museu fechado. Ok, refeitos da “boca-abertisse”, rumamos para o centro, para um reconhecimento geral (isso inclui um mapa e muita sola de sapato gasta).

Nos informamos sobre passeios e pontos turísticos e compramos um passe de 48h daqueles ônibus turísticos. Como pode subir e descer quantas vezes quiser, dá pra ir a todas as atrações com ele, a empresa que escolhemos ainda dava direito a usar outros transportes. Visitamos o Museu do Carmo, Terreiro do Paço (Porta da Augusta), entre outros. Ainda andamos de bondinho elétrico e no Elevador de Santa Justa, com o mesmo passe do ônibus turístico.

Final da tarde foi espetacular com pôr do sol as margens do Rio Tejo.

Vista do Elevador de Santa Justa
Vista do Elevador de Santa Justa

Mais um dia em Lisboa, e lá vamos nós novamente para a Torre de Belém, chegamos um pouco antes de abrir, então a estratégia de evitar fila deu certo. Compramos o bilhete conjugado, que também dava acesso ao Mosteiro dos Jerônimos, o que nos economizou tempo de fila depois.

Não deixe em hipótese nenhuma de provar os famosos Pastéis de Belém, na confeitaria ao lado do Mosteiro, você não vai se arrepender. Receita tradicional e mantida em segredo há séculos!

Voltando ao centro fomos ao Castelo de São Jorge, que tem uma vista linda. Catedral da Sé, inúmeras igrejas (lá é uma do lado da outra), museus, bairros tradicionais como Alfama, Baixo Chiado e Bairro Alto, Miradouro de Santa Luzia, Avenida Liberdade.

Lisboa vista do alto do Castelo de São Jorge
Lisboa vista do alto do Castelo de São Jorge

No dia seguinte, como já tínhamos conhecido quase tudo, foi dia de aproveitar pra valer o ônibus turístico, fizemos toda as linhas oferecidas e parávamos nos pontos que ainda faltavam. Uma das paradas foi para visitar o Maria Granel, um mercado sem embalagens e com produtos orgânicos que eu já queria conhecer a muito tempo.

Foi dia também de passear com mais calma pelo centro, Mercado da Ribeira, comprar algumas lembrancinhas e aproveitar a cidade.

Maria a Granel, orgânicos e sem embalagens plásticas
Maria a Granel, orgânicos e sem embalagens plásticas

Último dia! Dia livre e de carro. Fizemos um tour pelos mercados e shoppings. Sim, nós adoramos entrar nos supermercados, andar pelos corredores e descobrir tantos produtos diferentes. E foi de lá que trouxemos quase todos os presentes. Muito mais barato e útil, como vinho e azeite nacional.

Ainda deu tempo de conhecer o Parque das Nações, parte mais moderna da cidade, cheia de barzinhos e restaurantes legais. Foi num desses que fizemos nosso jantar de despedida.

Parque das Nações em Lisboa
Parque das Nações em Lisboa

E nossa viagem chegou ao fim. Voo pela manhã. Então foi só tempo de chegar no aeroporto, entregar o carro e rumar pra casa!

Organize aqui a sua viagem para Portugal

+ Encontre Hotéis em Lisboa com até 80% OFF
+ Contrate um Seguro Viagem (obrigatório para a Europa)
+ Alugue um carro em Portugal sem taxas extras
+ Compre um chip internacional e tenha internet 4G na Europa
+ Leia todas as matérias de Portugal
+ 18 encantos da Cidade do Porto, em Portugal
+ Compre passeios e ingressos de atrações em Lisboa

Concluindo

Enfim, foi uma jornada e tanto, mas faria tudo de novo. E farei. Sinto que faltou tanta coisa ainda pra ver. Alugar o carro em Lisboa foi uma das melhores coisas, além de não gastarmos muito para irmos a várias regiões, nos deu uma liberdade enorme de decisão; onde ir, quando ir, como ir.

Colocar o endereço no GPS, marcar sem pedágio (pra tentar economizar mais um pouquinho), e acabar descobrindo vilas e lugares ao longo da estrada que seria impossível numa excursão tradicional, não tem preço. E sim, além de muita estrada também teve muita caminhada!

Espero que vocês tenham gostado dessa minha dica de roteiro de carro em Portugal. Aproveitem, compartilhem com os amigos e deixem comentários com dúvidas que terei o prazer de responder a todos.

Essa dica foi útil para você? Por favor, então deixe um comentário e compartilhe também nas suas redes sociais. Este site é feito com muita dedicação e seu apoio/participação realmente nos ajudará a mantê-lo no ar.



TOP 6 DICAS PARA ECONOMIZAR NAS VIAGENS

  • SEGURO VIAGEM - Não faça a besteira de viajar sem um Seguro de Viagem. Na Europa é obrigatório! Faça uma cotação online para ver o quanto é barato viajar tranquilo. Pague no cartão de crédito em até 12x ou com desconto no boleto bancário. Use nosso cupom: VIAGENS5 para um desconto extra de 5%.
  • HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com que garante os melhores preços de hospedagem em qualquer lugar no mundo! Você reserva antecipado, pode cancelar e alterar quando quiser. Faça a sua reserva através do nosso link.
  • CHIP DE CELULAR - Já saia do Brasil com seu Chip Internacional 4G funcionando. Tenha conexão em mais de 140 países para usar o Whatsapp, redes sociais e GPS. Já usamos o chip da EasySIM4u em diversos países e aprovamos.
  • GANHE 179 REAIS! - O Airbnb é a melhor maneira de alugar casas e apartamentos em locais únicos, com preços para todos os bolsos. Ganhe R$179 de desconto na sua primeira reserva acima de R$250. Aproveite!
  • ALUGUEL DE CARRO - Faça aqui sua cotação online entre as melhores locadoras no Brasil e no mundo. A RentCars é nossa parceira e oferece os melhores preços, em reais e sem IOF, com total segurança.
  • NOSSAS EXPEDIÇÕES - Participe das viagens que estamos organizando com nossos leitores! São roteiros exclusivos com o melhor dos destinos e hospedagens selecionadas. Junte-se aos nossos grupos VIPs e vamos viajar juntos.

LEIA TAMBÉM



Denunciar

Curtiu essa matéria?

Escrito por Vanessa Kaupe

Vanessa Kaupe é turismóloga por formação e turista por paixão. Pós-graduada em meio ambiente, por acreditar que cada um pode fazer a sua parte por um mundo melhor. Apaixonada por viagens, aviação e fotografia. Qualquer tempo livre é uma oportunidade de conhecer algum lugar novo. Sigam no Instagram: @nanakaupe

Comentários

Deixe um comentário
    • Usamos o Google maps do celular mesmo, no meu selecionava “opções > opções de trajeto > evitar pedágio (balsa ou rodovias)”, assim ele evita as vias com pedágio sempre que possível. Foi muito divertido mas acaba levando mais tempo…
      Qualquer dúvida só me chamar, ok!!

  1. Silvia que espetáculo, viajei pra Portugal agora! Que trabalho maravilhoso que tua filha fez. Muito bem fundamentado e uma beleza na escrita, que te transporta pelos lugares e caminhos, desbravando cada cantinho! Parabéns! Me deu mais vontade de conhecer Portugal. Vamos? Bjss. Helenir

  2. Vanessa Kaupe!
    Excelente teu artigo sobre Portugal.
    Fotos belíssimas, como também as dicas.Saudade da terrinha. Falaste em Braga, terra do meu querido pai.
    Lendo as tuas informações consegui me sentir lá novamente, vale muito a pena conhecer.
    Parabéns, conseguiste acariciar as minhas emoções.
    Abraço.
    Marta

  3. Vanessa, só ajuda em mais uma coisa: não ficou claro quanto a estadia nestes lugares. Como vocês faziam para pernoitar, marcar hospedagens. Era na estrada mesmo? E acesso à internet, é tranquilo nas viagens, bastando comprar um chip lá mesmo? E uma ultima impressão: qual sua ideia dos melhores períodos (menos cheios) para este passeio? Desde já agradeço e parabenizo por compartilhar esta experiência.

    • Oi Marco… Quanto a estadia usamos o app do Airbnb, marcamos dá estrada mesmo… Compramos um chip (se não me engano 20 euros) e deu pra usar a viagem toda e ainda sobrou, a maioria dos postos de gasolina tem wifi grátis tb… Quanto aos períodos acredito que depende muito do que procuras, calor, frio… Nós fomos era outuno, alguns lugares já peguei bem frio, mas num clima ainda bom pra passear e curtir…

  4. Oi Vanessa linda sua matéria. Pretendemos ir em dezembro e sei que estará bem frio, este roteiro servirá ou vc aconselha mudar algo???

    • Muito obrigada Sérgio… Acredito que o frio te castigue mais para a região norte (Porto, Guimaraes etc). Lisboa tem fama de ser mais amena, inclusive no inverno. Acho que mesmo com frio, o roteiro serviria tranquilamente, talvez pular a parte de praias, mas isso depende de vcs. Praia no inverno também tem seus encantos. Depois volte aqui e me conte como foi a experiencia, ok. Boa viagem!

  5. Oi Naiara, usei o Yelow bus, da empresa Carris, pois ele dava varias outras vantagens com acesso ao elevador de Santa Justa, elétrico e outros meios de transporte operados pela Carris… Quando estas indo?

One Ping

  1. Pingback:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Miami com Crianças

3 dicas imperdíveis para curtir Miami com Crianças

Roteiro pelas principais praias e balneários do Uruguai

Uruguai no Verão – Um roteiro de 2 semanas pelas praias e balneários