in ,

Primeiro Acampamento: Conceito e Primeiras Aquisições

A prática de acampar está longe de estar presente na cultura brasileira. Diferentemente da Europa, da América do Norte e até mesmo do país vizinho – Argentina – o brasileiro ainda estranha a prática, além de conceituá-la de forma errada. Culpa também da própria mídia que não se esforça em realizar uma pesquisa embasada.

Há alguns meses atrás após copa do mundo, um jornal de grande circulação no sudeste do país realizou uma séria de matérias sobre campismo que nada ajudou na defesa da prática. Tal artigo abordou até mesmo a própria jornalista fazendo uma acampada experimental sem qualquer preparo prévio e culminando em uma experiência bastante negativa no que tange a formação de opinião conceitual aos que nunca acamparam.

Não. Acampar não é “dormir no chão”, “tomar banho gelado”, “comer macarrão instantâneo” ou “passar frio”. Acampar é um estilo de vida de grande grau de inserção do indivíduo na natureza. Tudo que se faz de forma diferente das comodidades de uma casa ou hotel é pura curtição e não uma dificuldade.

Por mais que acampar possa ser uma maneira mais barata de se viajar, esta não é uma regra. Assim como qualquer hobby ela pode se tornar até mesmo a mais onerosa, portanto prefiro dizer que o campismo é uma ótima forma de inserção do indivíduo no mundo do turismo livre de pacotes e reservas, onde começando com pouco é possível iniciar uma vida de turista independente.

As Primeiras Aquisições para Acampar

Sem dúvida a primeira aquisição de equipamento para se ingressar no campismo é mesmo a BARRACA. São muitos os tipos, modelos e marcas. É exatamente aí que será muito importante o processo de escolha. Assim como todo tipo de equipamento de hobby/lazer, barraca boa não custa baratinho. Portanto seriam duas as possibilidades de não se gastar muito para experimentar a sensação de acampar:

1- Pegar uma barraca bacana emprestada com alguém. (Dê preferência para um modelo pequeno, de boa qualidade e aproveite as dicas de quem está emprestando. Procure acampar com pessoas já experientes e cuide muito bem do equipamento. No futuro você verá que a barraca é um verdadeiro “xodó” do campista.)

2- Compre um modelo baratinho em um mercado. (IMPORTANTE: Saiba que esta escolha servirá apenas para um experimento e que em caso de chuvas, ventos ou aperto interno a experiência ruim se dará unicamente devido à baixa qualidade da barraca e não à realidade do campismo.)

Depois da barraca resolvida, há alguns equipamentos básicos para correr atrás. O primeiro deles é o “colchão”. Este está entre aspas porque não é necessário especificamente um colchão, mas sim sobre o que você irá dormir. Este item depende principalmente na relação conforto X praticidade que seu tipo de acampamento irá resultar. As opções são desde o conhecido SACO DE DORMIR, que dispensa o uso de roupa de cama até o COLCHÃO INFLÁVEL. Neste quesito ainda tempos outros equipamentos que também serão abordados abaixo:

SACO DE DORMIR: O saco de dormir poderá ser utilizado juntamente com os itens abaixo, mas também é usado sozinho. Este se faz muito prático, pois dispensa o uso de roupa de cama e as vezes até qualquer colchão.

COLCHONETE: O colchonete é sem dúvida o mais caricato e charmoso item deste quesito, que é guardado enrolado e oferece certo conforto ao dormir. Ele pode servir de base para o saco de dormir ou usado com ou sem roupa de cama. A grande desvantagem dele é o volume que ocupa no transporte, tanto a pé quanto veicular. O colchonete é a opção mais barata para quem deseja começar.

ISOLANTE TÉRMICO: Algumas pessoas utilizam o isolante térmico como base para o saco de dormir, principalmente alguns modelos infláveis que possuem um conforto a mais, porém ainda são itens menos macios e de igual desvantagem no quesito “volume” no transporte. Cuidado. Algumas marcas propagam que seus isolantes infláveis se tratam de colchões, mas não se engane. Não se trata da mesma coisa.

COLCHÃO INFLÁVEL: Item mais luxuoso e compacto da tralha, também se configura o mais caro. Modelos baratinhos comprados em supermercados serão ótimos itens de teste, mas em sua maioria não possuem uma grande durabilidade. Há modelos de solteiro, viúva ou de casal e até queen-size. Alguns de solteiro possuem botões para união. Há modelos com inflador incorporado, manual e até elétrico. OBS: Não conte com encher o colchão na boca…. caso opte por este item, garanta também um inflador mesmo que bem simples.

LANTERNA: Hoje em dia há lanternas dos mais diferentes tipos e preços. As mais acessíveis e modernas são as de iluminação de LED. Lembre-se que aquelas muito baratas e com opção de recarregamento na tomada costumam ter uma bateria interna que dura pouco. Caso vá viajar para locais sem energia elétrica, prefira as que utilizam pilhas.

LAMPIÃO: Cada vez menos usados ainda são a opção mais romântica de iluminar um acampamento. Tirando este quesito, o lampião ainda é o equipamento mais econômico quando falamos de uma iluminação mais forte e ampla. Hoje em dia, por utilizar cartucho de gás e ser mais volumoso na bagagem ele foi trocado pelas lanternas – algumas que inclusive imitam os velhos lampiões com iluminação menos focada e mais espalhada.

FOGAREIRO: Este item poderá ser dispensado do primeiro acampamento caso haja opções de alimentação no local. De qualquer forma, o equipamento é um dos mais tradicionais do campismo dispostos em vários tipos. O mais portátil é mesmo o mini fogareiro que é rosqueado em um cartucho de gás butano bastante leve. Há modelos que inclusive dispensam o uso de fósforos.

LONAS/TENDAS: As lonas e tendas já são equipamentos que farão parte de seus primeiros progressos no campismo e a necessidade deles dependerá das suas próprias adequações no campismo e dos espaços que você pessoalmente preferirá proteger. Para a primeira acampada aconselhamos a levar um pedaço de lona para construção (aquelas bem finas e baratinhas). Depois com calma você irá adquirir uma lona melhor. Há várias cores e a mais barata é a preta. Procure escolher uma azul, amarela ou mesmo transparente. Tendo geralmente 4m de largura no rolo, adquira ao menos 3 metros. Ela servirá para alguma URGÊNCIA como fortes chuvas, por exemplo.

Primeiro Acampamento 2

Nas próximas colunas abordaremos os demais itens da série “primeiro acampamento”:

– Testando os Equipamentos

– Check-List Básico

– Escolhendo um Camping

– Planejando a Viagem

– Acampando

Aguardamos seus comentários!

Essa dica foi útil para você? Por favor, então deixe um comentário e compartilhe também nas suas redes sociais. Este site é feito com muita dedicação e seu apoio/participação realmente nos ajudará a mantê-lo no ar.



TOP 6 DICAS PARA ECONOMIZAR NAS VIAGENS

  • SEGURO VIAGEM - Não faça a besteira de viajar sem um Seguro de Viagem. Na Europa é obrigatório! Faça uma cotação online para ver o quanto é barato viajar tranquilo. Pague no cartão de crédito em até 12x ou com desconto no boleto bancário. Use nosso cupom: VIAGENS5 para um desconto extra de 5%.
  • HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com que garante os melhores preços de hospedagem em qualquer lugar no mundo! Você reserva antecipado, pode cancelar e alterar quando quiser. Faça a sua reserva através do nosso link.
  • CHIP DE CELULAR - Já saia do Brasil com seu Chip Internacional 4G funcionando. Tenha conexão em mais de 140 países para usar o Whatsapp, redes sociais e GPS. Já usamos o chip da EasySIM4u em diversos países e aprovamos.
  • GANHE 130 REAIS! - O Airbnb é a melhor maneira de alugar casas e apartamentos em locais únicos, com preços para todos os bolsos. Ganhe R$130 de desconto na sua primeira reserva acima de R$250. Aproveite!
  • ALUGUEL DE CARRO - Faça aqui sua cotação online entre as melhores locadoras no Brasil e no mundo. A RentCars é nossa parceira e oferece os melhores preços, em reais e sem IOF, com total segurança.
  • NOSSAS EXPEDIÇÕES - Participe das viagens que estamos organizando com nossos leitores! São roteiros exclusivos com o melhor dos destinos e hospedagens selecionadas. Junte-se aos nossos grupos VIPs e vamos viajar juntos.

LEIA TAMBÉM



Denunciar

Curtiu essa matéria?

Escrito por Marcos Pivari

Marcos Pivari é campista de alma e nascimento. Fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do portal MaCamp Campismo sonha em desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo aos moldes europeus e norte americanos, devido ao incrível e superior potencial Brasileiro. O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza.

Comentários

Deixe um comentário
  1. Oi Marcos.

    Estou iniciando minha vida no campismo e estamos para acampar em Itatiaia-RJ. Compramos uma barraca impermeável com pólos de alumínio e levaremos isolante térmico (de alumínio) e saco de dormir. Acredita que seria uma vantagem levar colchonetes, para ficar mais macio para dormir no chão? Aproveitando que iremos levar as bagagens com carro.
    Outra dúvida é que diverge opiniões em minha pesquisa: levar lona para colocar no chão, por baixo da barraca, você considera importante? Alguns dizem que podem acumular água embaixo, quando chove…
    Agradeço se puder me responder e parabéns pelo artigo!

    • Oi Junior, se você vai de carro, porque não se permitir um pouco mais de conforto? Tem quem consiga dormir bem apenas com o isolante e o saco de dormir, mas algumas pessoas precisam de algo mais macio. Se for o seu caso, pode levar.
      Quanto a lona, é exatamente o que você falou. O ruim é apenas quando chove que realmente podem formar poças embaixo da barraca.
      Essas são as minhas experiências… mas vamos aguardar a resposta do Marcos tb. 😉
      Abração

    • Olá Junior. Assim como disse o Maurício, este conforto a mais do colchonete será bem vindo certamente.

      Quanto à questão da lona, é sempre bom usá-la inclusive para que esta possa deixar a barraca livre de sujeiras quando for desmontá-la. Mesmo que um tanto úmida, um pano seca. Para evitar que a água acumule, é só não deixar sobras da lona saindo para fora da projeção da barraca. É isto que faz com que a água acumule na lona sob a barraca. Quando se dobra as sobras para baixo da barraca, em chuvas muito fortes até umedece a lona, mas bem menos que se não estiver utilizando. Prefira aquelas lonas de construção que são baratas, leves e que cabem em um saquinho plástico na hora de ir embora. Boas acampadas. Estaremos torcendo aqui pelo seu sucesso.

      Abraços.

      Marcos Pivari – MaCamp

  2. Mauricio Oliveira,

    agradeço a resposta. Seguirei sua dica sim! Já que estamos de carro, levaremos um colchão inflável de casal emprestado, com bomba acoplada. Mas ainda tentarei ficar um dia sem dormir com ele para experimentar! kkk
    Agradeço, abraço!

    • Junior. Dependendo da barraca o inflador incorporado pode não ser tão prático. Isto porque em algumas barracas o colchão inflado não entra pela porta, fazendo com que você tenha que acionar o inflador lá de dentro. Estude e tenha uma alternativa, ok? Boa acampada.

      abraços

      Marcos Pivari – MaCamp

  3. Olá! Fui acampar esses dias e tive problemas com a chuva… Eu levei uma lona de tamanho apropriado, mais coloquei direto em cima da barraca, e acho que ficaria muito melhor e confortável se eu tivesse construído uma tenda em cima da barraca com cordas. Aí que está, como fazer isso rs, se puder me dar umas dicas eu agradeceria, adorei o site!

    • Olá Taina

      Isso pode acontecer em duas formas: Uma delas é a lona nao estar completamrnte impermeabilizada e outra é o suor interno concendar na lona e passar para a barraca. Geralmente seu problema acontece quando a barraca não possui sobreteto. É isso? quando isto acontece, compensa comprar uma corda grossa e longa a fim de poder esticá-la entre duas árvores ou utilizar dois polos metálicos (hastes iguais de um gazebo). Joga-se a lona por cima formando “duas águas” que irão escorrer a chuva de cada lado. O importante é deixar a lona descolada da barraca, assim como faz a função do sobreteto.

  4. sou escoteira ,e realmente me incomoda mto quando me peguntam se quando acampamos temos q fazer a necessidades no mato ,é tipo :sim e nos limpamos com folha de bananeira .hauhauhauhau .Gostei mto do texto é bem estrutivo , só faltou uma coisa … caixa de primeiros socorros é MTO importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

O entusiasmo da garotada diante de um máquina fotográfica - Laos

Você é “Jovem o suficiente” para dar uma volta ao mundo entrevistando crianças?

Dicas pro Verão – Bares de praia em Trancoso e Maceió