in ,

O que fazer na Serra do Cipó – MG

O Parque Nacional da Serra do Cipó possui mais de 60 cachoeiras, cada uma mais linda que a outra. Durante todo o percurso você verá sempre lindas paisagens, com fauna e flora exuberantes e ficará fascinado com tamanha beleza.

CACHOEIRAS

Cachoeira Grande – Considerada um dos cartões postais da Serra do Cipó, Seu acesso é feito pela rodovia MG 010, que liga Belo Horizonte ao distrito da Serra do Cipó, logo após a ponte estreita sobre o Rio Cipó, na altura do quilômetro 95, margem direita, pelo Balneário Zareia, onde também estão as cachoeiras do Tomé e da Chica, além do Lageado.

A Cachoeira tem uma queda de 10 metros de altura e um paredão de pedras com gramíneas de 60 metros aproximadamente. A água do Rio Cipó tem uma temperatura fria e no topo da cachoeira são realizados passeios de caiaque ao longo do rio. Não tem infraestrutura no local.

É cobrada uma taxa de visitação. Lá é possível realizar passeios de caiaques e stand up paddle, contratados nas agências da cidade.

Cachoeira da Farofa – Localizada na Serra da Bandeirinha, é um dos atrativos mais procurados pelas pessoas que visitam o Parque Nacional da Serra do Cipó. Seu acesso é feito na parte baixa da Serra, por uma trilha plana de aproximadamente 8 Km, onde é possível observar o Córrego das Pedras, a Lagoa Comprida e o Ribeirão Mascates, sem falar na grande variedade de fauna e flora da região. Seu percurso pode ser realizado a pé, a cavalo, ou de bicicleta, credenciado pela gerência do Parque, para auxiliar o transporte de crianças e idosos ao atrativo natural. A trilha dos cavalos é separada da dos caminhantes.

A Cachoeira possui uma queda d’água com cerca de 80 metros de altura, em meio a um paredão de rocha quartizitica cercado de gramíneas e orquídeas que decoram bastante a paisagem local. Suas águas frias variam em quantidade conforme determinadas épocas do ano. Os meses de maior volume se situam de dezembro a abril e seu nome é devido à água que se esfarela pelas pedras formando uma profunda piscina natural. Tempo de caminhada: 2h.

Cachoeira Véu da Noiva – Localizada fora dos limites do Parque Nacional da Serra do Cipó, é um dos atrativos mais conhecidos da região e se encontra dentro da propriedade da ACM. Seu acesso é feito pela rodovia MG-010, passando por dentro do distrito.

A Cachoeira possui uma queda d’água em meio a um paredão com mais de 60 metros de altura sendo formada pelo ribeirão Soberbo, que posteriormente desagua no rio Cipó. Dotada de toda infraestrutura para seus associados, o atrativo cobra uma taxa de visitação. Os atrativos da Serra do Cipó, atualmente, estão cobrando uma média de 27 reais.

Cachoeira de Baixo – Localizada na Área de Proteção Ambiental (APA) Morro da Pedreira logo abaixo da ponte sobre o rio Cipó é um dos belos atrativos naturais localizados ao longo do curso do rio Cipó. Um dos acessos é realizado pela portaria da pousada Monjolos, após uma rápida caminhada pelas dependências do hotel. Com 40 metros de largura em um paredão extenso, a Cachoeira é formada por vários degraus, originando um grande número de cascatas de pequeno porte e piscinas naturais de diferentes profundidades.

OBS: Fomos informados que o acesso está proibido pelos proprietários da área.

Cachoeira da Capivara – Localizado próximo a Serra Morena, esta cachoeira é uma das maiores da região da Serra do Cipó. Seu acesso é feito pela MG-010, em um trecho de aproximadamente 20 km de estrada de terra, logo após a estátua do Juquinha, lendário morador da região. Durante o percurso é possível observar as inúmeras serras existentes na Cordilheira do Espinhaço, vários cursos d’água que cruzam a estrada e a presença de várias flores que decoram o caminho seguido pelos viajantes.

O atrativo natural está inserido dentro de uma propriedade particular. São 3 quedas imensas: a última e mais alta de todas tem uma altura de 120 metros aproximadamente, formando um poço de acesso íngreme. A vegetação típica é de campos rupestres, apresentando uma grande variedade de flores campestres, orquídeas e velózias gigantes. Suas águas seguem para as cachoeiras da Serra Morena e da Usina, respectivamente. Tempo de caminhada: 1 hora.

OBS: Fomos informados que o acesso está proibido pelos proprietários da área.

Cachoeira do Congonhas de Cima – Cachoeira localizada na parte de cima do PARNA Cipó. Localizada no alto da serra, suas águas são cristalinas. É necessário ter ingresso do Parque Nacional e a presença de um monitor ambiental. Tempo de caminhada: 2h

Cachoeira das Andorinhas – Cachoeira formada pelo Ribeirão Palmital. É necessário ir com um monitor ambiental.

Cachoeira da Caverna – Trata-se de uma cachoeira de águas minerais, seu poço atinge 5 metros de profundidade.

Cachoeira da Lagoa Dourada – Dependendo da época do ano, a luz solar reflete a tonalidade da vegetação do seu entorno dando um tom dourado à água da Lagoa. A Cachoeira da Lagoa Dourada se encontra numa região alta do Parna Cipó (fora dos limites do parque) e possui duas quedas de fácil acesso e uma terceira mais difícil. Durante a caminhada é possível ter uma panorâmica da região de São José da Serra e do Capão dos Palmitos. Por ser uma lagoa selvagem o banho não é aconselhável, ficando este restrito à cachoeira. Tempo de caminhada: 3 h.

Cachoeira das Andorinhas e do Gavião – Duas belíssimas cachoeiras. A Cachoeira do Gavião, que recebe este nome pelo desenho da serra que lembra a envergadura de um gavião. A cachoeira da Andorinha é abrigo de andorinhões. A trilha que dá acesso às cachoeiras margeia o rio Bocaina e passa por um paredão com pinturas rupestres. Tempo de caminhada: 2 horas.

Poço do Chapéu e Cachoeira do Zé Maria – O Poço do Chapéu é um dos maiores e mais fundos da região, o que torna possível a prática de mergulho. A Cachoeira do Zé Maria possui, aproximadamente, 40 m de queda e um belíssimo poço para nadar.

Outras cachoeiras – Cachoeira do Tomé, Cachoeira da Braúna, Cachoeira do Riachinho, Cachoeira João Fernandes, Cachoeira do Tombador, Cachoeira do Caramba, Cachoeira da Farofa de Cima. Algumas ficam dentro do Parque Nacional e é necessário o ingresso do Parque e a presença de um monitor ambiental. Outras que ficam fora podem ser acessadas. Por exemplo, a Cachoeira do Tomé que fica no Balneário Zareia e a Cachoeira do Riachinho que fica no córrego homônimo, ambas fora dos limites do PARNA.

serra-do-cipo-8

CAMPING

Pousada Camping Grande Pedreira – Possui uma área com toda a infra estrutura necessária para camping (Camping da Zulma), comportando 150 barracas ou 300 pessoas.

O camping tem vista panorâmica para a Cachoeira Véu da Noiva. Existem churrasqueiras para campistas, chuveiros quentes, sanitários, lava pratos, quiosque, fogueiródromo, bebedouros e lava roupas, além de duchas naturais externas. Possui ainda rondas diurnos e noturnos para maior segurança do campista. É totalmente gramado e arborizado.
Tel: 3718-7007 / 3718-7067 / 9901-6852

Camping Serra Morena – Tel: 3486-1421 / 9977-1421

Camping Véu da Noiva – Tel: 3718-7161 / 3274-2749

CANYONING

Canyon das Bandeirinhas – Formado por uma abertura existente entre a Serra da Bandeirinha e a Serra dos Confins o Canyon das Bandeirinhas, localizado no interior do Parque Nacional da Serra do Cipó, é uma das maiores atrações da região. Seu acesso se dá por uma trilha plana com uma distância de 12 Km aproximadamente, cujo percurso pode ser feito a pé, a cavalo ou bicicleta. Existe um Jeep credenciado pela gerência do PARNA Cipó que auxilia o transporte de crianças e idosos até a metade do percurso. Durante o caminho, idêntico ao da Cachoeira da Farofa até os seis primeiros quilometros, é possível observar a Serra da Lagoa Dourada, alguns cursos d’água e cachoeiras, variadas espécies de flores e uma floresta de Monjolos, popularmente conhecida como Sucupira Branca.

O Canyon tem uma extensão de 6 Km formados por dois paredões cortados pelo ribeirão Bandeirinhas que guarda algumas quedas d’água, piscinas naturais e imensos blocos de rochas que foram arrastadas pelas forças de uma enchente ocorrida em 1926. É bastante comum a presença de orquídeas e ninhos de pássaros em seu interior.

A 10 km da Portaria do Parque, inicia-se um percurso, num pequeno vale do Rio Mascates e Bandeirinhas, por entre dois grandes paredões de rocha. É necessário autorização do IBAMA para ir até ao Canyon e de preferência um monitor ambiental acompanhado. Ingresso R$ 3,00. Tempo de caminhada: 3 horas aproximadamente.

Cachoeira das Andorinhas – Cachoeira formada pelo Rio Parauninha. É um “point” para os amantes de canyoning. É necessário ir com um monitor ambiental.

Cachoeira da Capivara – Possui duas quedas, sendo a primeira de 35 metros e a segunda de 70 metros. Ideal para a prática de canyoning, mergulho e trekking.

Canyon dos Confins

serra-do-cipo-6

CAVALGADA

Nas noites de lua cheia, faça um passeio de cavalo dentro do Parque Nacional da Serra do Cipó. É sem dúvida um passeio espetacular.

Nos dias de sol, o cavalo também é uma ótima opção para se chegar até as diversas cachoeiras dentro do Parque, como Farofa, Taioba, Gavião, Andorinha, dentre outras, além do Canyon das Bandeirinhas.

ESCALADA

Morro da Pedreira ou Pedrão – Muito procurado pelas suas vias negativas e bem atléticas, muita gente desconhece que o Morro da Pedreira possui uma infinidade de vias móveis em seus 4 setores.

Com 1 jogo de NUTS, 1 jogo de Friends e 1 de Exentrics é possível a ascenção de inúmeras vias, que vai de 20 m até 110 m com vários níveis de dificuldade, e algumas bem técnicas, com diedros, chaminés, fissuras de entalamento e até tetos. Com mais de 200 vias catalogadas, este é um verdadeiro “filé” que pouca gente já provou. Algumas delas são:

Corações e Mentes – 1º Grupo – 4º Grau 35 m;
Incrível mas real – 3º Grupo – 6º Grau – 45 m;
Chaminé Mandalla – 3º Grupo – 6º Grau – 40 m;
Nostradamus – 3º Grupo – 6º Grau – 60 m;
KAMA SUTRA – 3º Grupo – 5º Grau – 25 m;

– Todas as outras vias podem ser encontradas no “Guia Mineiro de Escalada”. Você terá em mãos todas as informações nescessárias para fazer uma boa escalada nas vias, pois já saberá antecipadamente como a via se desenvolve. É comprar pra ver…

RAPEL

Morro da Pedreira – De uma altura de aproximadamente 30 metros, as pessoas exploram esta atividade no Morro da Pedreira, que fica dentro da área da Pousada Grande Pedreira. Na próxima ida à Serra do Cipó, não deixe de fazer este esporte de aventura.

TIROLESA

Poço do Rio Cipó – Fica no pedrão do Rio Cipó, próximo a Ponte sobre o Rio Cipó, é sem dúvida uma descida prá lá de radical. As pessoas despencam de uma altura de aproximadamente 40 metros e aterrizam no poço do Rio Cipó. É simplesmente fantástico.

serra-do-cipo-3

TREKKING

Trilha do Travessão – Um penhasco monumental que divide as bacias do Rio São Francisco e Rio Doce. Durante o percurso há afloramentos rochosos que abrigam pinturas rupestres, várias espécies de sempre vivas, campos de samambaias de altitude, algumas nascentes, uma cachoeira e panorâmicas deslumbrantes. Distância: 17 Km de carro por estrada de terra e 12 Km de caminhada. Tempo de caminhada: 3 h

Trilhas dos Escravos – Localizada na Área de Proteção Ambiental (APA) Morro da Pedreira, a Trilha dos Escravos é um atrativo que leva ao topo da Cachoeira Véu da Noiva e sua respectiva nascente, denominada de Mãe D’água. Sua construção, como o próprio nome diz, foi feita pelos escravos para auxiliar o transporte das riquezas minerais adquiridas na Serra do Espinhaço durante o ciclo do ouro e diamante do século XVIII.

A Trilha tem aproximadamente 4 metros de largura e 600 metros de comprimento. O caminho é íngreme, com pedras unidas e cercada por uma vegetação de cerrado, de onde se tem uma vista do Morro da Pedreira e da região de Cardeal Mota.

Estátua do Juquinha – Situa-se em uma região conhecida como Alto Palácio, foi construída num local privilegiado, de onde se tem uma interessante visão das montanhas da região. Com três metros de altura, a estátua foi construída pela artista plástica Virgínia Ferreira em homenagem ao lendário Juquinha, andarilho que percorria a região da Serra do Cipó vendendo flores para os visitantes que frequentavam a serra.

Velósias Gigantes – As velósias gigantes são plantas com até 6 m de altura e crescem cerca de 1 m a cada século. São consideradas fósseis vivos. Várias orquídeas, bromélias e fungos abrigam-se nos troncos das canelas de ema. No mesmo roteiro da Estátua do Juquinha.

Fervedouro – Nascente de água translúcida. Seu fundo de areia branca produz um leve borbulhamento causando um efeito visual belíssimo. Segundo os moradores locais, ao se esfregar a areia na palma da mão ela produz um som característico.

Poço Azul – O Poço Azul é um dos atrativos naturais mais próximo da portaria do IBAMA, na Serra do Cipó, sendo por isso bastante visitado pelos turistas. Situado dentro dos limites do PARNA Cipó, seu acesso é feito por uma trilha de aproximadamente 2 Km com trechos planos e acidentados, sendo bastante comum a presença de matas, capões e paredes rochosas margeando o Córrego Gordurinhas.

Sua queda de aproximadamente 6 metros de altura é cercada de árvores, pedras e raízes, formando-se uma piscina natural com uma profundidade bem diferenciada em determinados pontos. A melhor época para a visitação é nos meses de dezembro a maio, pois as chuvas nestas épocas do ano evitam que o atrativo fique completamente seco. O nome Poço Azul é devido ao reflexo do sol incidindo durante determinadas épocas do ano.

Paredão ou Pedrão – Localizado na Área de Proteção Ambiental (APA) Morro da Pedreira, logo abaixo da Cachoeira de Baixo, o Pedrão é um paredão rochoso formado pela ação das águas do rio Cipó. Um dos seus acessos é realizado pela portaria da pousada Monjolos, onde a caminhada pelas dependências do hotel é rápida. Com uma altura aproximada de 10 metros, o atrativo é considerado um local tentador para saltos ornamentais, porém é uma atividade que oferece enormes riscos de vida, devido a altura do mesmo e a falta de conhecimento sobre a profundidade do rio que por ali passa.

Nascente da Mãe d’Água – Atrativo natural composto de Matas de Galeria e Campos Rupestres localizados no topo da Cachoeira Véu da Noiva, na região da Serra do Cipó. Suas águas dão origem ao ribeirão Soberbo que posteriormente desagua no Rio Cipó, que por sua vez é um afluente do rio das Velhas.

O acesso à nascente é feito pela Trilha dos Escravos. Durante a extensa subida, é possível observar a queda da Cachoeira Véu da Noiva, o afloramento rochoso do Morro da Pedreira e grande parte do distrito de Cardeal Mota.

Lagoa Comprida – Localizada dentro do Parque Nacional da Serra do Cipó, próximo ao rio Mascates, a Lagoa Comprida é um atrativo turístico destinado apenas a apreciação. Sua extensão de um quilometro de comprimento por uma largura média de 17 metros justifica o nome da lagoa, que possui até uma ilha arborizada com diversas flores. A vegetação do entorno é típica do cerrado, com paisagem complementada pela Serra da Bandeirinha e pela Cachoeira da Farofa.

A fauna local é formada por garças, capivaras, pássaros e répteis. Existem relatos da presença do jacaré de papo amarelo na lagoa em determinadas épocas do ano.

Capão dos Palmitos – Localizado nas mediações da Serra do Lagoa Dourada, dentro do PARNA Cipó, o Capão dos Palmitos é um local reservado e interessante. Seu acesso é feito por uma trilha bem íngreme com alguns trechos planos cuja distância total é de 8 Km aproximadamente. No percurso é frequente a presença de flores, árvores, pássaros e insetos bem exóticos. Existem ainda alguns cursos d’água com sombra que ajudam a amenizar o cansaço da longa subida da serra, de onde se tem um visão diferenciada da parte baixa do Parque e do Distrito de Cardeal Mota.

O atrativo se resume a um vale composto de algumas cachoeiras que formam poços d’água cristalinos e rasos em meio a uma enorme estrutura de rocha rodeada de várias plantas e flores com uma visão interessante da Serra da Bandeirinha. Existem algumas formações no paredão rochoso do Capão que impressionam pela sua complexidade e beleza.

Serra Morena – Local de camping com infra estrutura de estacionamento, restaurante, bar, pousada e banheiros. É cobrada uma taxa de entrada. Possui três cachoeiras também conhecidas como cachoeiras do Cornélio. A última queda e uma das mais belas da região. Sua queda livre é de cerca de 50m, formando uma piscina natural de 500m². Há uma quarta cachoeira chamada Cachoeira da Caverna.

Gruta do Gentil, Lapa da Sucupira e Cachoeira da Usina – A Gruta do Gentil é uma interessante caverna, com pinturas rupestres infelizmente bastante depredada por pixações.

A Lapa da Sucupira constitui-se de um paredão com cerca de 80 m de altura. É grande o número de grutas junto ao paredão que possui uma das maiores concentrações de pinturas rupestres do globo. A Cachoeira da Usina recebe este nome devido à região da usina hidroelétrica fundada em 1928. A cachoeira possui três quedas muito bonitas com poços fundos proporcionando ótimos banhos e duchas naturais.

O roteiro possui infra estrutura de bar e banheiros em um lugarejo próximo à Cachoeira da Usina.

Lapinha e Pico do Breu – O Pico do Breu é o mais alto da Serra do Cipó. No caminho á uma represa, localizada no povoado da Lapinha, ao pé da Serra. Há também algumas quedas d`água de grande beleza cênica e o Córrego das Pedras, próximo ao Pico, com várias corredeiras.

Quem leva

Bela Geraes – a única operadora da Serra do Cipó já auditada pelo INMETRO com Sistema de Gestão de Segurança em conformidade com as normas ABNT 15.331 de ecoturismo e turismo de aventura.

Essa dica foi útil para você? Por favor, então deixe um comentário e compartilhe também nas suas redes sociais. Este site é feito com muita dedicação e seu apoio/participação realmente nos ajudará a mantê-lo no ar.



TOP 6 DICAS PARA ECONOMIZAR NAS VIAGENS

  • SEGURO VIAGEM - Não faça a besteira de viajar sem um Seguro de Viagem. Na Europa é obrigatório! Faça uma cotação online para ver o quanto é barato viajar tranquilo. Pague no cartão de crédito em até 12x ou com desconto no boleto bancário. Use nosso cupom: VIAGENS5 para um desconto extra de 5%.
  • HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com que garante os melhores preços de hospedagem em qualquer lugar no mundo! Você reserva antecipado, pode cancelar e alterar quando quiser. Faça a sua reserva através do nosso link.
  • CHIP DE CELULAR - Já saia do Brasil com seu Chip Internacional 4G funcionando. Tenha conexão em mais de 140 países para usar o Whatsapp, redes sociais e GPS. Já usamos o chip da EasySIM4u em diversos países e aprovamos.
  • GANHE 130 REAIS! - O Airbnb é a melhor maneira de alugar casas e apartamentos em locais únicos, com preços para todos os bolsos. Ganhe R$130 de desconto na sua primeira reserva acima de R$250. Aproveite!
  • ALUGUEL DE CARRO - Faça aqui sua cotação online entre as melhores locadoras no Brasil e no mundo. A RentCars é nossa parceira e oferece os melhores preços, em reais e sem IOF, com total segurança.
  • NOSSAS EXPEDIÇÕES - Participe das viagens que estamos organizando com nossos leitores! São roteiros exclusivos com o melhor dos destinos e hospedagens selecionadas. Junte-se aos nossos grupos VIPs e vamos viajar juntos.

LEIA TAMBÉM



Denunciar

Curtiu essa matéria?

Escrito por Mauricio Oliveira

Maurício Oliveira é social media expert, fotógrafo, videomaker, consultor de turismo, blogueiro, influenciador e empreendedor. CEO do Trilhas e Aventuras, conta suas experiências de viagens no blog Viagens Possíveis e criador de inovadoras ações de marketing de turismo, o BlogTur e o VIPBloggers. Ama o que faz no seu trabalho e nas horas vagas também gosta de viajar. Siga no Instagram e no Twitter, curta no Facebook, assista no Youtube e circule Mauricio Oliveira e Trilhas e Aventuras no Google Plus.

Comentários

Deixe um comentário
  1. Amigo, existem várias informações incorretas sobre a Serra do Cipó, procure um operador local ou a secretaria de turismo para não divulgar áreas restritas ou interditadas, além de dados incorretos sobre número de cachoeiras, altura das quedas, etc.

    • Oi Fernando, vc pode nos ajudar fornecendo as informações corretas? Agradecemos muito. Faz tempo que fomos na Serra do Cipó e temos certeza que muita coisa mudou. Nos ajude para que outros turistas fiquem sabendo das informações corretas. Abs

  2. Fernando, na Serra tem mais um Camping mas eu recomendo nuuuunca a ficar lá

    Camping Serra Azul/Balneario Serras Azuis – estrada para Serra Morena

    Acabei de passar por uma péssima experiência de viagem!!!!

    Eu fui com meu namorado e nem chegamos a passar a noite. Simplesmente porque o cachorro do Vanderlei, dono do camping, ou do vizinho dele (segundo ele) destruiu a nossa barraca enquanto estávamos no centro da cidade e quando chegamos no camping para dormir, às 01h da manha encontramos ela toda rasgada.

    Procuramos o dono do camping para tentar resolver mas ele foi completamente estúpido e grosseiro. Começou a chover e ele MANDOU A GENTE EMBORA, falou que estávamos incomodando e que ele não iria se responsabilizar pela barraca. Devolveu as diárias e disse que ia dormir e que não queria ser incomodado mais.

    tivemos que voltar pela estrada de terra e às 02h da manhã obviamente não arrumamos nenhuma hospedagem e tivemos na Serra e tivemos que dormir dentro do carro. No outro dia, voltamos lá para pegar os restos da barraca e tentar resolver

    Ele continuou sendo um ignorante completo e inclusive não quis nos dar o recibo do camping (porque claro que ele sabia que ia dar ruim pra ele).

    Posso dizer que foi a minha pior experiência de viagem. Tinha acabado de adquirir a barraca que me custou R$700,00. Era uma Nepal Azteq, nao cheguei a usar nenhuma vez

    Não havia ninguém no camping, só a gente, e depois fomos saber dos moradores da cidade que a fama desse Vanderlei não é boa mesmo não. E aparentemente essas casos com o cachorro não foram a primeira vez, só que antes ele só “roubava” as barracas e comida/pertences dos campistas.

    Portanto nunca fiquem lá!!!! Estou mandando aqui pois gostaria de ter sido avisada sobre isso antes e quero alertas outros para não irem mais

  3. Ola Fernanada. Estive neste “acampamento” algumas vezes mas não p acampar. Somente p nadar no rio parauninha q a propósito ele cobra ilegalmente tbem pelo acesso. Estive la novamente no dia 25.12.16 e p minha surpresa a area de camping estava fechada. Perguntei ao sr citado por vc pq estava fechado e ele disse q “o IBAMA estava enchendo o saco”. Na verdade tudo era ilegal. Ele usufruia e faturava em área sem autorização p tal atividade. Desejo q vcs voltem e desfrutem de outras paisagens pq a riqueza daquele lugar é infinita.

  4. Acabo de voltar da Serra do Cipo, fiz um passeio lindo de quadriciclo com a empresa Fourtrack do sr. Savio, que é muito solicito, recebe bem, dá otimas instruções. Depois do passeio comprado é que notei o estado dos pneus dos dois quadriciclos, completamente “carecas”…. perigo grande, em vista dos locais que passamos que certo grau de dificuldade. Fica o alerta. Carlito Rodrigues Fiebig, Belo HOrizonte, MInas Gerais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Onde ficar na Serra do Cipó – MG

Parque Nacional da Serra do Cipó – MG