in ,

O que fazer em Itatiaia – RJ

Há muitas trilhas dentro do Parque. Se você é amigo de caminhadas ecológicas, de excursões, montanhismo, vai certamente encontrar trilhas fascinantes, que vão levá-lo às pedras, aos rios, às cachoeiras e às piscinas naturais . Além disso, a vegetação ao redor constitui um prazer indescritível!

A parte alta permite belas vistas da Serra da Mantiqueira e do Vale do Paraíba, enquanto a parte baixa oferece possibilidades de passeios pela mata e encontros com animais.

CACHOEIRAS

Cachoeira Poranga – Você vai apreciar uma cachoeira de grande volume (10 metros), que cai numa piscina natural. Tanto a trilha de acesso quanto o banho de rio exigem um visitante com alguma experiência.

Cachoeira Itaporani – No final da trilha que penetra pela mata, você vai ver essa bela cachoeira e o lago formado por ela.Trilha de acesso fácil.

Cachoeira Véu da Noiva – Aproveite o momento para desfrutar dessa surpresa que a natureza preparou para você, bem no coração da floresta. No final de uma rústica picada, você vai avistar o Córrego Maromba, caindo repentinamente de uma altura de 40 metros para formar essa inesquecível cachoeira. Na época de verão, suas águas se avolumam fazendo jus ao nome. Devido ao constante salpicar de água, as pedras são extremamente escorregadias – é preciso tomar o máximo de cuidado.

Cachoeira do Airuoca – Esta caminhada já é um pouco mais longa. Depois de passarmos pelo Altar, segue-se vale abaixo. No mínimo, o percurso gasta 3 horas para ida. A cachoeira é majestosa e apresenta um bom volume de água. Em sua queda de aproximadamente 20 metros é formado um poço ideal para o banho. Para os mais aventureiros, a cachoeira é propícia para o canyoning. É recomendado o acompanhamento de um guia.

Cachoeira das Flores – Seu acesso é muito fácil e rápido. A Cachoeira fica a 10 minutos depois do Abrigo Rebouças, sentido Pico das Prateleiras, lado esquerdo. Apesar de sua queda ser pequena, sua beleza é indiscutível. Para aqueles que gostam de um banho gelado, a cachoeira oferece um poço.

Cascata e Piscina da Maromba – Acesso fácil a partir de uma escada de cimento que corta a mata. O Rio Campo Belo, que corta quase todo o parque, forma a queda d’água com 5m de altura e a piscina natural, ideais para banho e ducha.

itatiaia-rj-1

ESCALADA

Podemos considerar o Planalto do Itatiaia como um dos paraísos do alpinismo de nosso país. Existe mais de uma centena de vias grampeadas para todos os níveis, iniciantes ou experientes. Para os conquistadores é um prato cheio. Muitas vias ainda podem ser abertas. Faremos um breve comentário dos melhores points.

Acampamento Hotel Alsene – Bem a frente da área de camping, no conjunto chamado de Ana Chata, ou Pedra do Camelo, existem vias de 3º graus (logo em sua base), uma via que alcança o Topo de 5º grau, mas mal protegida em seu ponto crítico. Mas a direita temos outras vias para escaladores de maior experiência – 7º.

Couto – São cerca de 15 vias em um paredão que deve alcançar aproximadamente 20 metros. São muito bem grampeadas. As mais fáceis (4º grau) estão a direita. Indo mais para esquerda encontramos vias até de (7º sup.) e talvez 8º.

Vias da Estrada – Depois da guarita de entrada do parque, observe sempre no lado direito da estrada. São quatro pontos distintos em aproximadamente 1,5 kms. São vias de 3º, 4º, 5º e 6º graus. No total são 9 vias.

Pico das Agulhas Negras – A Pontão, Normal, Estudantes, e Gimini são opções de algumas das vias de ascensão para o topo, mas são relativamente fáceis. Quase no trecho final da Pontão, encontramos a Oba-oba (4º) e a via do Açu (que dá acesso para o livro) 3º sup.

Pedra do Altar – Há várias vias. Umas recomendadas para iniciantes com esticões da quase 50 metros e outras para alpinistas mais experientes, onde é possível chegar ao topo do Altar.

Pedra das Prateleiras – Também aí encontramos várias vias, tanto no lado sul como no norte. Não é um bom lugar para escaladores iniciantes. Existem as chaminés que são mais fáceis, mas requer proteção móvel. Já as outras classificam-se de 6º a 8º graus.

Paredão Carolina – Logo que se tem acesso a trilha para as Prateleiras, é o primeiro paredão. É uma via um pouco mais longa, mas em 3º grau.

itatiaia-rj-6

TRILHAS NO PARQUE NACIONAL

Lago Azul – A caminhada de 400m tem início no Centro de Visitantes, em direção a pequenas quedas d’água que criam um lago de águas verdes, rodeado de rochas lisas. Muito cuidado para não escorregar.

Além disso, aí você encontra churrasqueiras que podem ser usadas, mediante reserva antecipada na Administração ou no Portão principal do Parque.

Piscina Natural do Maromba – A caminhada até aqui foi longa, 4.000 metros desde o Museu. Você se encontra a 1 100 m de altitude. Nesse local, o rio de acalma para formar uma piscina natural. Se você for experiente, pode arriscar um banho em águas geladas – com certeza irá ganhar vigor extra para continuar a caminhada. Uma pequena trilha de 380 metros irá levar você até o Véu da Noiva.

Mirante Último Adeus – Desse mirante, sobre uma pedra de 90 metros de altura, pode-se observar uma paisagem belíssima das matas em volta e o Rio Campo Belo. É este rio que com suas águas cristalinas abastece o município de Itatiaia.

Pico das Agulhas Negras – Com 2787 metros, o Pico das Agulhas Negras é o ponto mais alto do Estado do Rio de Janeiro . Sua composição científica é bastante rara, havendo apenas quatro montanhas do mundo com este tipo de formação. A vegetação ao redor de sua base é rasteira, composta basicamente por gramíneas, que despontam entre a grande quantidade de rochas ali presentes.

A cor negra das rochas confere um aspecto peculiar ao Pico, solenemente fincado ao final da trilha e estranhamente esculpido de entalhes, que são oriundos do processo de erosão de liquens, água, vento e gelo, decorrente das baixas temperaturas, que formaram profundas caneluras verticais, em sua superfície, deixando seus cumes escarpados como cristas pontiagudas, justificando claramente sua denominação, e fixando sua impressionante marca na lembrança daqueles que o admirem.

Magnífica é a vista do topo da montanha, abrangendo os Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. Apesar da conquista de seu topo não ser difícil é imprescindível a presença de um guia experiente, munido de equipamentos e técnicas de alpinismo o que traduzirá em segurança e auxiliará a você não se perder no caminho, que é um tanto quanto confuso.

Há vários caminhos (vias) para o seu topo. O mais recomendada é o chamada de Pontão, que dura de 3 a 5 horas de caminhada e é necessário o auxílio de cordas em dois pontos para maior segurança. Ao alcançar o seu cume o ecoturista dispõe de um livro para registrar sua assinatura. Acompanhado de um guia chegar a este ponto não é perigoso, mas é preciso um pouco de coragem. Além da Pontão, existem outras vias que requer alguma experiência: a Normal, a Bira (passagens de 3º e 4º graus) a Estudantes (passagens de 3º e 4º graus) e a Gimini.

Pico das Prateleiras – São formações rochosas enfileiradas umas ao lado das outras, de forma ovalada e que se justapõe num incrível processo de equilíbrio natural.

O ponto culminante das Prateleiras é a Pedra do Gigante, ocupando lugar de destaque devido ao seu volume . Tem a aparência de um gigante abraçando uma imensa rocha no alto da montanha, ou de um grande cachorro. A 2548 metros, localiza-se seu cume, facilmente atingido em aproximadamente 2 horas. A subida necessita do acompanhamento de um guia experiente que disponha de equipamentos de segurança e técnicas de alpinismo. Para iniciantes o caminho (a via) mais recomendado é o sul. Ao retornar pode se realizar o “Rapel”, ou seja descer dependurado por uma corda. A descida de 50 metros, provoca uma sensação de liberdade, emoção e muita adrenalina. A segurança é total.

Bem perto das Prateleiras encontramos outras atrações. Para os adeptos do alpinismo, nas Prateleiras encontramos várias vias, tendo opções de 5º a 8º graus. É necessário alguma prática para a escalada nestas vias.

itatiaia-rj-15

Pedra da Tartaruga / Pedra da Maçã – Muito próximo a Pedra das Prateleiras encontra-se uma área plana, de formação rochosa, a cerca de 2400 m de altitude, onde se avistam duas rochas e um pequeno lago. A vista deste local também é recompensadora. Para chegar a tais formações é necessário apenas uma caminhada, recomendada até para a 3ª idade. O local é considerado um dos mais belos do Parque Nacional do Itatiaia.

Pedra da Tartaruga – é uma pedra equilibrada nas extremidades da base por pequenas rochas, com aproximadamente 7 m de altura, 8 m de largura e 8 m de comprimento. Usando-se um pouco da imaginação consegue-se observar um casco semelhante ao de uma tartaruga. Para os alpinistas, existe uma via de grau de dificuldade elevado. (7ºsup.)

Pedra da Maçã – sua forma assemelha-se a uma maçã com 9 m de altura e 6 m de diâmetro. Um pouco abaixo, existe uma região alagada, onde se encontra um pequeno lago de água cristalina.

Pedra Sentada – Bem próximo as Pedras da Tartaruga e Maçã, existe a Pedra Sentada. Com um visual incrível e formato curioso seu acesso requer a presença de um guia, principalmente se o intuito é chegar ao seu topo. Muito pouco visitada, apesar de seu acesso fácil, a Pedra Sentada possui um livro para os que conseguem chegar aquele ponto. É necessário o uso de equipamentos de segurança.

Pedra do Altar – A primeira parte da caminho é a mesmo do Pico das Agulhas Negras, porém em certo ponto, toma-se outro rumo. O trajeto de aproximadamente 90 minutos, é pouco acidentado, mas percorre a crista de uma cadeia de montanhas de cerca de 2500 m. O visual é magnífico. Chegando-se ao cume da Pedra do Altar, tem-se ao fundo, o Vale do Aiuruoca, ao lado o Pico das Agulhas Negras, e na frente um pequeno vale cortado pela estrada de acesso as Prateleiras. Se o tempo estiver límpido com pouca possibilidade de mudança, seu acesso pode ser feito sem guias. Caso contrário o caminha tornar-se-á, muito confuso. Na Pedra do Altar há várias vias de escaladas, inclusive recomendada para iniciantes, bem como algumas de grau de dificuldade elevado.

Abrigo Rebouças – Abrigo para 28 pessoas, localizado a 2540 metros de altitude. É utilizado por grupos de pesquisadores e montanhistas. As Forças Armadas também ocupam esse local para treinamento em montanha.

Três Picos – Localizado no final de uma trilha de 6 km por dentro da Mata Atlântica, os Três Picos oferecem uma visão do vale do Rio Paraíba, do Parque e dos contrafortes da Serra da Mantiqueira. Vale a pena ir até lá mas é preciso bastante preparo físico dos caminhantes!

Travessia Serra Negra – Visconde de Mauá – Apesar do Parque Nacional do Itatiaia, oferecer outras travessias, a única permitida pela sua administração é esta. Para realizar a travessia são necessários dois dias. O percurso corta o Vale do Aiuruoca, uma porção da mata chamada Serra Negra, cachoeiras e pequenas propriedades rurais. A saída é feita no Planalto do Itatiaia, ao lado do Hotel Alsene. Praticamente a totalidade do trajeto é feito por trilhas, sendo necessário pelo ecoturista a prática de caminhada. São tantos atrativos durante a travessia que o fator distância deixa de ser um obstáculo.

No primeiro dia são cerca de 7 horas de caminhada. Depois é montado o acampamento. Para aqueles que gostam de luxo, não existe pousadas. No dia seguinte, são mais 5 horas e a chegada na verdade, é próximo da famosa Cachoeira do Escorrega em Maromba. O banho é como um prêmio. Depois, vale conhecer as vilas de Maromba ,Maringá e Visconde de Mauá. A dica indispensável é fazer a travessia participando de um pacote turístico, pois é necessário estrutura e conhecimento do trajeto.

Pico do Couto – Logo que passamos a guarita do Parque Nacional do Itatiaia, virando a direita, temos uma pequena estrada que leva a uma torre. Antes de chegarmos a torre, existe uma pequena clareira para estacionar o carro. Seguindo por uma trilha (de onde podemos avistar outra torre menor) depois de uns 20 minutos estamos na base do Pico. Basta continuar subindo. A visão é compensadora. Existem várias vias para os alpinistas variando de 4º a 8º graus. Para aqueles que praticam parapente ou voo livre, existem histórias que dali já houveram decolagens.

Travessia Couto/Prateleiras – Com o mato muito alto, e sem uma trilha definida, esta é recomendada para aqueles que tem uma boa disposição. O visual é incrível pois a travessia é feita sobre a crista destas duas formações. Para baixo vemos um grande declive.

itatiaia-rj-2

Essa dica foi útil para você? Por favor, então deixe um comentário e compartilhe também nas suas redes sociais. Este site é feito com muita dedicação e seu apoio/participação realmente nos ajudará a mantê-lo no ar.



TOP 6 DICAS PARA ECONOMIZAR NAS VIAGENS

  • SEGURO VIAGEM - Não faça a besteira de viajar sem um Seguro de Viagem. Na Europa é obrigatório! Faça uma cotação online para ver o quanto é barato viajar tranquilo. Pague no cartão de crédito em até 12x ou com desconto no boleto bancário. Use nosso cupom: VIAGENS5 para um desconto extra de 5%.
  • HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com que garante os melhores preços de hospedagem em qualquer lugar no mundo! Você reserva antecipado, pode cancelar e alterar quando quiser. Faça a sua reserva através do nosso link.
  • CHIP DE CELULAR - Já saia do Brasil com seu Chip Internacional 4G funcionando. Tenha conexão em mais de 140 países para usar o Whatsapp, redes sociais e GPS. Já usamos o chip da EasySIM4u em diversos países e aprovamos.
  • GANHE 130 REAIS! - O Airbnb é a melhor maneira de alugar casas e apartamentos em locais únicos, com preços para todos os bolsos. Ganhe R$130 de desconto na sua primeira reserva acima de R$250. Aproveite!
  • ALUGUEL DE CARRO - Faça aqui sua cotação online entre as melhores locadoras no Brasil e no mundo. A RentCars é nossa parceira e oferece os melhores preços, em reais e sem IOF, com total segurança.
  • NOSSAS EXPEDIÇÕES - Participe das viagens que estamos organizando com nossos leitores! São roteiros exclusivos com o melhor dos destinos e hospedagens selecionadas. Junte-se aos nossos grupos VIPs e vamos viajar juntos.

LEIA TAMBÉM



Denunciar

Curtiu essa matéria?

Escrito por Mauricio Oliveira

Maurício Oliveira é social media expert, fotógrafo, videomaker, consultor de turismo, blogueiro, influenciador e empreendedor. CEO do Trilhas e Aventuras, conta suas experiências de viagens no blog Viagens Possíveis e criador de inovadoras ações de marketing de turismo, o BlogTur e o VIPBloggers. Ama o que faz no seu trabalho e nas horas vagas também gosta de viajar. Siga no Instagram e no Twitter, curta no Facebook, assista no Youtube e circule Mauricio Oliveira e Trilhas e Aventuras no Google Plus.

Comentários

Deixe um comentário
  1. se vier a itatiaia, no parque tenha um 4×4 pois a estrada é bem esburacada(isso pq vc paga entrada) a cidade abandonou a natureza pra virar polo industrial, penedo a violencia cada vez aumenta, assaltos, sequestros e os governantes nada fazem. entao cuidado e bom passeio

  2. Bom dia, meu nome é Thamires e gostaria de informações, eu e umas amigas estamos planejando ir para Itatiaia em Janeiro nas férias. Queríamos fazer uma trilha, conhecer pontos turísticos. Mas algo mais leve pois somos inexperientes. Queríamos ajuda, pois não conhecemos Itatiaia e nunca fizemos trilhas com mais de 1 hora andando.

    Pode nos ajudar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Onde ficar em Itatiaia – RJ

Parque Nacional de Itatiaia – RJ