in , , ,

Lake Tahoe no inverno, um destino para se apaixonar

Emerald Bay, o cartão postal de Lake Tahoe

Lake Tahoe é um imenso lago de águas cristalinas, situado a 1897m de altitude e rodeado por montanhas, formando uma paisagem de tirar o fôlego. Localizado na fronteira entre os estados da Califórnia e Nevada, é famoso pela prática de esportes e diversas atividades ao ar livre. Talvez por suas diversas opções de lazer em qualquer época do ano ou simplesmente pela sua natureza exuberante, Lake Tahoe é um dos destinos de belezas naturais mais badalados dos EUA.

Enquanto no verão é comum fazer trilhas, nadar pelas águas cristalinas do lago, andar de caiaque, pedalinhos ou stand up paddle, no inverno, a neve toma conta da região, proporcionando uma temporada de esqui cercada de paisagens fantásticas. Não importa qual estação do ano, uma coisa é certa: você vai se apaixonar por esse lugar.

Como meu objetivo era ter minha primeira experiência esquiando, eu escolhi visitar a região no inverno. A temporada de neve costuma começar em novembro, podendo se estender até abril. Como eu fui em fevereiro, foi perfeito, tinha neve para todos os lados.

Nessa época do ano, para os mais aventureiros, o lugar é ótimo para esquiar e praticar snowboard. Para quem nunca esquiou ou viu neve, como era o meu caso, está aí um lugar ideal para essa primeira vez. Mesmo para aqueles que não curtem esportes radicais, o lago por si só já vale a visita, então ninguém precisa ficar de fora! Sendo assim, se você está pensando em visitar a Califórnia, aconselho incluir Lake Tahoe no seu roteiro.

A beleza majestosa de Lake Tahoe
A beleza majestosa de Lake Tahoe

Como Chegar no Lake Tahoe

De Carro:

Lake Tahoe foi uma de nossas paradas durante uma viagem pela Califórnia, então, fomos de carro de San Francisco até South Lake Tahoe! Partir de San Francisco é uma das opções mais rápidas pra quem vai de carro. A viagem começa atravessando a Bay Bridge em direção a I-80. Em seguida, pegar a US-50 E sentido Sacramento/South Lake Tahoe até chegar à avenida principal da cidade (Lake Tahoe Boulevard). É muito tranquilo fazer o percurso de carro, as estradas são boas e muito bem sinalizadas.

Mesmo no inverno, quando é comum nevar, não há motivos para se preocupar com a estrada, pois ambas, tanto a que leva para o norte quanto a que leva para o sul do lago, são super seguras e monitoradas para que tudo corra da melhor maneira possível. Caso as condições do tempo impossibilitem uma viagem segura, a rodovia é fechada até que as condições melhorem! Ao todo são aproximadamente 300Km de distância e 3 horas e meia de viagem. O passeio já começa na estrada onde já é possível ter um gostinho das paisagens incríveis que nos esperam.

Dica: Se acontecer de nevar na estrada durante a viagem, é obrigatório o uso de correntes nos pneus. Caso seu carro que não tenha as correntes, é possível comprá-las em lojas especializadas ao longo do caminho e normalmente nesses lugares já tem alguém para instalá-las para você! Uma alternativa é alugar um carro com tração nas 4 rodas, pois nesse caso, essa exigência das correntes se torna desnecessária! Como não estava nevando no dia em que fomos para lá, não precisamos das correntes e foi possível fazer a viagem num carro comum, mas vale a pena dar uma conferida na previsão antes para não ser pego de surpresa.

De avião:

O aeroporto mais próximo de Tahoe, tanto do lado norte quanto do lado sul, é o Reno Tahoe Internatinal Airport, em Reno, Nevada. O aeroporto fica a aproximadamente 40Km de distância de North Lake Tahoe e aproximadamente a 90km de South Lake Tahoe. Caso não queira alugar carro para ir pra lá, existem shuttles que fazem esse trajeto até as regiões norte e sul diariamente.

Onde Ficar em Lake Tahoe

Lake Tahoe é dividido entre a região norte (North Lake Tahoe) e região sul (South Lake Tahoe). A região norte é conhecida por suas famosas estações de esqui, como a Squaw Valley, sede dos jogos de inverno de 1960, e por ser uma região mais rústica e menos turística. Já a região sul é a região mais turística, repleta de restaurantes, hotéis, estações de esqui como a famosa Heavenly e a região da gôndola, onde tudo acontece.

Eu fiquei hospedada no Heavenly Inn, em South Lake Tahoe. O hotel era maravilhoso, super confortável e bem localizado, dava pra ir a pé para a região da gôndola, onde fica a maioria das lojas e restaurantes. Ali pertinho também dava para ir a pé até a margem do lago, uma região com pedrinhas e areia como se fosse praia, onde no verão é possível encarar a água fria e mergulhar. Já no inverno, podemos sentar e admirar a paisagem e um lindo pôr do sol, que foi o que fizemos assim que chegamos.

Praia com areia coberta de neve. Como boa carioca e amante de praias, fiquei encantada com essa nova versão do conceito praia
Praia com areia coberta de neve. Como boa carioca e amante de praias, fiquei encantada com essa nova versão do conceito praia
Fomos recebidos com esse presente no dia da chegada, um pôr do sol lindo
Fomos recebidos com esse presente no dia da chegada, um pôr do sol lindo

Meu roteiro de 2 dias por Lake Tahoe

1º dia: Sierra at Tahoe

A Estação Sierra é a de melhor custo benefício para quem está começando e pretende ter aulas de esqui, pois os preços por lá são bem mais baratos que no resto da região. Como a estação é pequena é possível conhecê-la em um dia.

Seguindo essa dica, tive minha primeira aula de esqui nessa estação. Para a prática desses esportes, tanto o esqui quanto o snowboard, é importante estar preparado para isso, com roupas e acessórios próprios para neve, além dos equipamentos necessários para a prática dos esportes. Caso você não tenha todos esses aparatos, isso não é um problema. É possível alugar tudo isso nas próprias estações ou em diversas lojas espalhadas pela cidade. Caso você pretenda passar alguns dias esquiando, alugar fora da estação pode ser um pouco mais econômico e mais rápido (esse processo na estação foi um pouco demorado).

Dica: caso você opte por alugar fora da estação, tem uma loja muito boa em South Lake Tahoe que fica na região da gôndola, super fácil de achar, a Tahoe Powder House. Eles são ótimos e as roupas e equipamentos são de boa qualidade. Não deixe de usar a roupa apropriada, ela é tão importante quanto os equipamentos. Você vai estar preparado se tiver os seguintes itens:

– capacete e gorro
– óculos para neve ou um bom óculos escuros (caso não esteja nevando no dia dá pra usar óculos escuros normais, porém de boa qualidade)
– luvas impermeáveis (impossível ir sem)
– calça e casaco próprios para neve (por dentro pode ser uma blusa quentinha normal até mesmo com uma roupa térmica por baixo)
– botas e meias específicas para snow ou ski
– snowboard ou para quem for esquiar: ski e pools (bastões de equilíbrio)

Como eu ia ficar poucos dias, optei por alugar tudo na própria estação, então, fechei um pacote por $59 com direito aos equipamentos e um dia inteiro de aula.

As aulas são divididas entre primeira, segunda, terceira vez e avançadas. Os primeiros movimentos foram simples para treinar o equilíbrio e o freio. O instrutor fica o tempo todo do nosso lado no início e começa a aumentar o grau de dificuldade dos movimentos conforme vamos evoluindo. Confesso que achei uma delícia deslizar pela neve, mas foi um pouco mais difícil do que eu imaginava! Mesmo com aquela neve toda ao nosso redor eu senti muito calor com o exercício, não foi mole me equilibrar naquilo de primeira.

Turma reunida para a primeira aula
Turma reunida para a primeira aula

Depois de algumas horas treinando no plano, foi a vez de encarar a primeira descida. Depois de muitos tombos e depois de cair duas vezes em cima da mesma pessoa (sim eu consegui essa proeza em uma estação lotada), consegui concluir a descida na pista de iniciantes.

Mesmo com muitos tombos na neve, não fiquei molhada em nenhum momento, ou seja, quem tem medo do frio pode ficar tranquilo, com a roupa adequada não tem com o que se preocupar. Pelo contrário, como disse antes, fiquei até com calor na maior parte do tempo, esquiar é um baita exercício.

Pistas de descida para iniciantes
Pistas de descida para iniciantes
Pista de descida de nível avançado. Essa eu acho que nunca será pra mim!
Pista de descida de nível avançado. Essa eu acho que nunca será pra mim!

2º dia: Heavenly Mountain e volta no lago

No nosso segundo dia foi a vez de conhecer a famosa Estação Heavenly! Para chegar lá, é preciso pegar uma gôndola que sai de Heavenly Village, um lugar simpático, cheio de restaurantes, lojinhas e atrações. Os tickets para o passeio podem incluir apenas subir na gôndola e conhecer a estação ou incluir também, além da subida, um passe para praticar os esportes.

O passeio já começa na subida pela gôndola, que tem um visual fantástico. São 4km de subida desde o nível do lago até a estação de esqui e a primeira parada é num mirante maravilhoso, de onde é possível ter uma visão panorâmica do lago. Mesmo quem não tem pretensão de esquiar tem que fazer esse passeio, vale a pena só para conhecer e passar um dia lá em cima, a vista é fantástica!

Heavenly Village
Heavenly Village
A subida vista lá de baixo!
A subida vista lá de baixo!
Vista do Mirante
Vista do Mirante

Heavenly é umas das estações de esqui mais badaladas da região, com diversas pistas e lifts, para todos os níveis, desde os iniciantes até os mais avançados. As pistas são boas, bem sinalizadas, os lifts são bem melhores que na Sierra e o clima é alegre e descontraído. A única desvantagem é que em Heavenly é tudo bem mais caro que na Sierra, então valeu muito a pena ter feito a aula na primeira.

Além de esqui e snowboard, em Heavenly é possível praticar outras atividades, como o tubing, que são pistas para descer com bóias que fazem a alegria das crianças e daqueles menos radicais, além de trilhas com snowshoes e até mesmo arvorismo. Nesse dia decidimos não esquiar de novo, aproveitamos apenas para curtir o visual, caminhar na neve e tirar fotos, muitas fotos.

Heavenly Moutain
Heavenly Moutain
Quem não gosta de brincar na neve?
Quem não gosta de brincar na neve?

Imperdível: Volta ao Lago

Quando saímos de Heavenly, aproveitamos o final de tarde para dar a volta no lago de carro. O percurso todo leva em torno de 3 horas se você for parando com moderação. Como no inverno o pôr do sol costuma acontecer cedo, por volta das 16h, ficamos com o tempo um pouco corrido e não deu para fazer muitas paradas ao longo do caminho antes de escurecer. O ideal é deixar um dia inteiro para fazer esse passeio e aproveitar com calma todos os cantinhos desse lugar. Como esse era nosso último dia, não quis deixar de fazer a volta e fizemos sem muitas paradas mesmo e ainda assim valeu muito a pena.

No caminho há várias praias com pedrinhas cobertas de neve, florestas com pinheiros charmosos e milhares de mirantes para apreciar o lago de diferentes ângulos, um mais lindo que o outro. Durante o trajeto passamos também por várias cidadezinhas ao redor do lago, lindas e aconchegantes! Começamos a viagem no sentido anti-horário e a primeira parada foi Emerald Bay. Certamente esse é o ponto mais fotografado do percurso. Lá de cima temos uma visão privilegiada do lago e foi mais uma região com paisagens que nos deixaram de queixos caídos.

Cada mirante rendia uma foto mais linda que a outra, uma pena não ter dado tempo de parar em todos
Cada mirante rendia uma foto mais linda que a outra, uma pena não ter dado tempo de parar em todos
Mais uma “praia” da região, essa com um pouco menos de neve na areia que a outra que visitamos no dia anterior
Mais uma “praia” da região, essa com um pouco menos de neve na areia que a outra que visitamos no dia anterior

Como o lago faz fronteira com os estados da Califórnia e Nevada, é possível atravessar essa fronteira facilmente, o que não podia ser diferente dando a volta. É fácil perceber que passamos para o lado de Nevada pela presença dos grandes cassinos, o que pode ser mais uma atração da região para aqueles que gostam. O pôr do sol visto de lado de Nevada também é maravilhoso, por isso decidimos terminar a volta nessa direção e fechar o dia com chave de ouro.

E com esse jogo de luzes incrível no céu nos despedimos desse pedacinho do paraíso
E com esse jogo de luzes incrível no céu nos despedimos desse pedacinho do paraíso

Assim acabou nossa viagem a Lake Tahoe, no dia seguinte pela manhã voltamos a San Francisco e continuamos nossa viagem pela Califórnia. Com certeza é um lugar que quero voltar. As belezas que vimos ali são difíceis de serem explicadas em palavras e estarão pra sempre na minha memória.

Leia também

9 Lugares incríveis na Califórnia para aproveitar a Primavera

Travessia de carro pelo Death Valley na Califórnia

Conheça os Parques Nacionais da Califórnia: Yosemite e Joshua Tree

Observações importantes:

  • South Lake Tahoe tem vários restaurantes, no pouco tempo em que ficamos por lá, conseguimos experimentar alguns como o Café Fiore, Riva Grill e Base Camp Pizza Co. O mais simples era o Base Camp e foi o melhor de todos, tanto as pizzas quanto os pratos eram maravilhosos e acabamos comendo lá mais de uma vez! Foi um ótimo custo benefício.
  • A comida nas estações de esqui é cara e não muito boa. Como já tinha lido isso em muitos lugares, fui preparada, compramos várias coisinhas no mercado e levávamos nossos próprios lanches para as estações, o que com certeza foi uma excelente opção.
  • Procure ficar pelo menos 3 dias inteiros. Nós ficamos apenas 2 e foi corrido, gostaria de ter dado a volta ao lago com mais calma e ter feito mais um passeio.
  • Lake Tahoe oferece também outros passeios que parecem bem legais, mas infelizmente não tivemos tempo de fazer. Dentre esses estão: um passeio de barco pelo lago, trilhas pela neve usando o famoso snowshoes (sapatos próprios para caminhada na neve) e também um passeio que me pareceu ser o mais legal, o snowmobile. Várias agências na região oferecem esses passeios, o tour de snowmobile ficou na minha cabeça, com certeza faremos numa próxima visita.

Agora é só preparar o roteiro e partir para mais essa aventura.

Essa dica foi útil para você? Por favor, então deixe um comentário e compartilhe também nas suas redes sociais. Este site é feito com muita dedicação e seu apoio/participação realmente nos ajudará a mantê-lo no ar.



TOP 6 DICAS PARA ECONOMIZAR NAS VIAGENS

  • SEGURO VIAGEM - Não faça a besteira de viajar sem um Seguro de Viagem. Na Europa é obrigatório! Faça uma cotação online para ver o quanto é barato viajar tranquilo. Pague no cartão de crédito em até 12x ou com desconto no boleto bancário. Use nosso cupom: VIAGENS5 para um desconto extra de 5%.
  • HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com que garante os melhores preços de hospedagem em qualquer lugar no mundo! Você reserva antecipado, pode cancelar e alterar quando quiser. Faça a sua reserva através do nosso link.
  • CHIP DE CELULAR - Já saia do Brasil com seu Chip Internacional 4G funcionando. Tenha conexão em mais de 140 países para usar o Whatsapp, redes sociais e GPS. Já usamos o chip da EasySIM4u em diversos países e aprovamos.
  • GANHE 179 REAIS! - O Airbnb é a melhor maneira de alugar casas e apartamentos em locais únicos, com preços para todos os bolsos. Ganhe R$179 de desconto na sua primeira reserva acima de R$250. Aproveite!
  • ALUGUEL DE CARRO - Faça aqui sua cotação online entre as melhores locadoras no Brasil e no mundo. A RentCars é nossa parceira e oferece os melhores preços, em reais e sem IOF, com total segurança.
  • NOSSAS EXPEDIÇÕES - Participe das viagens que estamos organizando com nossos leitores! São roteiros exclusivos com o melhor dos destinos e hospedagens selecionadas. Junte-se aos nossos grupos VIPs e vamos viajar juntos.

LEIA TAMBÉM



Denunciar

Curtiu essa matéria?

Escrito por Mariana Macedo

Mariana Macedo é dentista, carioca, uma pessoa alto astral, de bem com a vida, que ama estar com os amigos. Apaixonada por fotografia, pôr do sol, mar, natureza, trilhas e novas experiências, não pensa duas vezes quando o assunto é viajar. Seu lema é aproveitar ao máximo cada momento! Siga no Instagram @mariandrademacedo

Comentários

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Oktoberfest em Munique - Foto: Paulo Basso Jr

Roteiro de 3 dias em Munique, na Alemanha

Fazenda São Jerônimo na Ilha de Marajó, Pará

Passeio pela Fazenda São Jerônimo na Ilha de Marajó, no Pará