in ,

As principais cachoeiras de Carrancas – MG

A água brota em Carrancas como as flores no cerrado, onde quer que você ande sempre irá encontrar pelo menos uma pequena nascente, ou um pequeno poço… Hoje são mais de 30 atrações mapeadas, mais de 60 atrativos naturais, entre serras, grutas, poços e cachoeiras, das mais próximas da cidade e com trilhas leves, às mais altas na serra e de difícil acesso, mas nem por isso, menos convidativas.

Perfeitas para trekking, biking e até trechos de rapel e escalada, as cachoeiras de Carrancas atraem as famílias, os ecoturistas e os mais aventureiros, e oferece recompensas incríveis para quem se aventura em suas trilhas.

As cachoeiras em Carrancas estão em propriedades particulares, com exceção à cachoeira da Fumaça que está em espaço público, área que hoje está em processo de criação de um parque municipal. Em algumas cachoeiras o acesso é cobrado durante os feriados e em datas mais cheias.

Conheça as principais cachoeiras de Carrancas e escolha onde quer relaxar! Aproveite para escolher os hotéis em Carrancas mais próximos das cachoeiras que você curtir.

Complexo da Fumaça

Cachoeira da Fumaça
Parada obrigatória para quem vem a Carrancas, o cartão postal de Carrancas fica pertinho da cidade, cerca de 3 quilômetros, e tem várias piscinas naturais ao seu redor. Parte de um complexo maior, que inclui ainda as cachoeiras do Fundo da Fumaça, Fumaça de Cima, Véu da Noiva e Luciano, a Fumaça encanta pela magnitude: sua queda principal tem mais de 15m de altura e sua largura a torna imponente. Seu nome vem da “fumaça” que se desprende de suas águas ao caírem forte nas pedras. Já teve papel importante no fornecimento de energia da cidade, era com a força de sua queda que a energia era gerada e assim podia ser distribuída na cidade e em alguns sítios e fazendas mais próximos.

Devido a sua beleza ímpar recentemente a cachoeira da Fumaça serviu como cenário para as gravações da novela Alma Gêmea da Rede Globo. A Fumaça é a única cachoeira de Carrancas que fica em uma área pública, pertencente ao município.

Dica: vá de bike até o pé da Cachoeira e faça a trilha que dá a volta ao complexo, de dificuldade leve e com belas paisagens. Reserve um dia para o passeio e aproveite para um banho recompensador nas Cachoeiras Véu da Noiva e Serrinha..

Cachoeira Véu da Noiva
Parte do Complexo da Fumaça, a Véu da Noiva é formada pela junção de dois córregos, da Serra e do Café, afluentes do Ribeirão de Carrancas. Uma das cachoeiras mais altas do município – são 40m de queda d’água – tem poços pequenos, porém límpidos e belíssimos, com água cristalina e pura, que refresca só de olhar. No alto das quedas existem algumas piscinas naturais com um visual incrível das serras de Carrancas e um muro de pedras construído pelos antigos escravos da região. Imperdível.

Cachoeira do Luciano
A pequena cachoeira fica na trilha para a Véu da Noiva e é um momento refrescante na caminhada. Faz parte do Complexo da Fumaça e também das corredeiras do Ribeirão de Carrancas.

Cachoeira da Serrinha
Lugar especial, uma cachoeira perfeita para refrescar a caminhada. Para chegar é necessário seguir pela trilha de grau médio de dificuldade até chegar aos pés de uma queda d’água pequena, porém de uma força incrível e extremamente relaxante. Assim é o caminho para a cachoeira principal da Serrinha. Distante 7km do centro da cidade pela mesma estrada que leva à Cachoeira da Fumaça, no afluente chamado Jardim Botânico.

Complexo da Zilda

Prepare suas pernas! O Complexo da Zilda é um verdadeiro parque de diversões para os amantes do ecoturismo e dos esportes radicais. Cachoeiras, corredeiras, escorregadores, grutas, pinturas rupestres, enfim, um verdadeiro paraíso localizado cerca de 12 quilômetros de Carrancas, onde se encontram algumas nascentes do rio Capivari e onde foi gravada a novela “O Fim do Mundo”, levada ao ar pela Globo em 1996. Conta a história que o nome do local é referência a uma das mais belas jovens que existiu em Carrancas.

O complexo tem uma extensão de dois quilômetros. A queda principal tem uma pequena praia e é cercada de muito verde; a junção da Cachoeira dos Anjos e das águas que saem da chamada Racha da Zilda é uma das paisagens mais bonitas da região; o escorregador parece um verdadeiro tobogã construído na rocha lisa, que permite muita diversão; no caminho, pinturas rupestres nos paredões de pedra e pequenas quedas d’água, que ajudam a refrescar o corpo e a alma.

Depois da Cachoeira principal, ainda é possível, através de uma trilha pelas pedras, na lateral do rio, ou pela vegetação, alcançar o Poço da Proa, também chamado Poço do Navio, um lugar excelente para banho, que recompensa o esforço da trilha e encanta os visitantes. Para os marinheiros de primeira viagem, o ideal é conhecer o lugar com a ajuda de um guia local.

Dica: vá de bike ou carro até o Escorregador da Zilda, que fica na entrada da trilha, e prepare-se: leve lanche de trilha, água e planeje os horários para cada atração, já que são muitos locais incríveis para conhecer.

Cachoeira da Zilda
Quem gosta de trilhas de dificuldade média, que incluem andar pelo meio da mata, escalar pequenos paredões de pedra e atravessar pelo meio das águas tem no Complexo da Zilda seu cenário ideal. A Cachoeira da Zilda se alcança através de algum esforço, recompensado imediatamente pela visão estonteante que se tem do alto das quedas – enxerga-se lá embaixo o poço perfeito para banho, ladeado por uma praia de areias brancas formadas pelas rochas de quartzito da região.

Racha da Zilda – paisagem e som inesquecíveis
Mesmo que tente, você não conseguirá imaginar o que vai encontrar depois de passar por trilhas na mata, descer pequenas paredes de pedra e atravessar pelas águas até a escondida Racha da Zilda. De um lado, a Cachoeira dos Anjos, de outro, a pequena corredeira que sai da montanha e traz as águas da Racha. Dos dois lados, paredes de pedra e vegetação parecem proteger o local. Passeio para quem sabe nadar e bem, chegar na Racha não é tarefa tão fácil, é preciso atravessar um poço chamado Sonrisal, entrar no cânion que dá passagem para a racha e atravessá-la a nado contra a correnteza. E haja fôlego. Ao chegar no final da jornada, uma surpresa o espera, no meio da montanha, pronta para os aventureiros, como um troféu para quem conseguiu se superar.

Dica: se nunca foi ao local, peça ajuda a um guia. As trilhas não são sinalizadas e é preciso conhecer o rio para saber os melhores lugares para atravessar pela água.

Escorregador da Zilda
Escorregador natural de aproximadamente seis metros, que fica logo no começo do Complexo da Zilda. Perfeito para quem quer se divertir bastante! A nascente é exclusiva para este atrativo, onde é possível passar horas divertidas e refrescantes. Distante 12km da cidade, o Escorregador fica a uma trilha de fácil acesso, dentro de uma propriedade que também possui uma pequena área para camping. Paga-se R$2,00 na entrada. A subida é pela trilha de pedras para chegar ao topo do escorregador e a descida é “ao gosto do freguês”!.

Booking.com

Poço do Coração

Aqui você vai sentir-se em um verdadeiro SPA natural. O Poço do Coração tem esse nome graças à formação rochosa arredondada que lembra mesmo um coração e que está há apenas 3 km da cidade. Duas atrações fazem do complexo um dos mais completos: uma delas é uma rocha que permite atravessar por uma fenda, por debaixo da água, e sair em outro ponto do poço. A segunda é uma rocha que permite de duas a três pessoas sentarem sentindo a água cair com força, como se fosse uma hidromassagem natural. Depois, piscinas naturais e duas lindas cachoeiras ao longo do leito de águas cristalinas do córrego do Salto finalizam o passeio. É comum observar animais próximos à trilha, como tucanos, micos e sauás, seriemas e teiús.

Escorregador da Toca
São 15m de escorregador natural. Aqui está outra locação escolhida para a novela Alma Gêmea, em abril e maio de 2006. A diversão é garantida, pois o escorregador fica próximo de poços e piscinas naturais.

Gruta da Toca
Com mais de 300 metros de extensão, a gruta pode ser totalmente percorrida a pé. Em alguns trechos só se passa agachado e é inevitável não se molhar, pois o caminho fica dentro d’água. A gruta está localizada a cerca de 3 km da cidade, perto do Poço do Coração. Uma aventura incrível, em que se passa pelas fendas esculpidas durante milhões de anos, cujas imagens na pedra quartzito mexem com a imaginação dos visitantes.

Complexo da Vargem Grande

Poços da Vargem Grande
Uma série de corredeiras e pequenas quedas formam um complexo de poços e piscinas naturais. É bom reservar um tempo para visitar o complexo, cheio de atrações. São 9km da cidade pela estrada e depois cerca de 30 minutos de hikking leve, recompensado no final com a beleza das águas verdes do Poço das Esmeraldas.

Poço da Esmeralda
Lindo poço de águas verdes e cristalinas, é formado pela cachoeira das Esmeraldas. A queda d’água não é grande, mas no poço é possível nadar tranquilamente com bastante espaço e também mergulhar e brincar. É uma das mais bonitas atrações de Carrancas. A natureza ao seu redor é intensa, o que proporciona momentos de contato direto e em sintonia com o lugar. Imperdível.

Complexo do Tira Prosa

Cachoeira do Tira Prosa
Muito próxima da cidade, possui uma trilha de dificuldade leve, a Cachoeira do Tira Prosa tem esse nome em homenagem a Sebastião Guimarães Monteiro, que morava perto da trilha de acesso ao poço e adorava tirar uma prosa com os visitantes. Suas águas são de extrema importância, pois abastecem a população de Carrancas. Seu poço é repleto de lambaris e mais acima, no leito do mesmo rio, ficam os poços do Remo, do Pulo e o Poço da Canoa, irresistível, com suas águas limpas e transparentes, cercado por grandes paredões de rochas.

Poço da Canoa
É ladeado por paredões rochosos e fica no Complexo do Tira-Prosa, bem perto da cidade, ótimo para uma refrescada no meio do dia. Tem formato de uma canoa, daí o nome, e tem mais dois poços próximos, formando um complexo.

Complexo da Ponte

À apenas 2 km da cidade, o Poço da Ponte já foi um dos locais mais frequentados, com suas águas calmas e transparentes. Um pouco acima se encontra a Cachoeira do Salomão, sem poço, a queda é uma verdadeira massagem natural para quem gosta de tranquilidade e um pouquinho de paz. Antigamente, mais adiante, ficava um moinho de milho que usava a força da cachoeira para produzir farinha, e foi daí que veio o nome da Cachoeira do Moinho, também tranquila e com trilha leve, o lugar é perfeito para observação da fauna e da flora locais.

Poço da Ponte
Uma bela piscina natural formada pelas águas das cachoeiras próximas, localizada próximo a estrada que dá acesso para Itutinga. Devido ao acesso fácil e a tranquilidade do lugar, este poço já foi bastante frequentado pelos moradores e visitantes, entretanto após a construção da atual ponte de concreto, o lugar teve sua beleza transformada.

Cachoeira do Salomão
Também chamada de Tico-tico, esta é a primeira cachoeira da trilha que leva até o Moinho. Alta e com boa queda d’água, não chega a ter poços para banhos, mas o visual é muito bonito e é ao descer até sua base, que se pode ter real dimensão de sua beleza.

Cachoeira do Moinho
Entre as Cachoeiras do Tira-Prosa e da Toca está a do Moinho, com diversas piscinas naturais, não muito grandes, mas perfeitas para um breve mergulho. A cachoeira tem uma boa queda, ótima para aliviar o corpo e a mente, suas águas formam um poço bonito com poucos pontos mais profundos . Parada obrigatória no roteiro da cidade.

Gruta da Ponte
Em meio à mata do Complexo surge a gruta da Ponte com suas incríveis formações rochosas. De beleza singular, a calma e paz do lugar nos remete a momentos de reflexão e de contemplação da vida. Um lugar muito bacana e preservado e de acesso restrito. Este palco também já foi cenário para as cenas da novela América, filmada em novembro de 2005.

Agora que você já conhece todas as cachoeiras, que tal procurar as pousadas mais baratas que tem por lá?

Bicas

Cachoeira das Bicas
Queda de aproximadamente 70 metros! Belíssima cachoeira localizada na Fazenda das Bicas, envolta por mata nativa na serra de mesmo nome. Do alto da cachoeira das Bicas se avista várias cidades da região. Seu acesso é difícil e limitado por estar em propriedade particular.

Atualização importante!

Pedimos desculpas pelo erro causado em divulgar a foto do Lago de Furnas, em Capitólio.

A foto segue abaixo, mas apenas para ilustração:

carrancas-1

Essa dica foi útil para você? Por favor, então deixe um comentário e compartilhe também nas suas redes sociais. Este site é feito com muita dedicação e seu apoio/participação realmente nos ajudará a mantê-lo no ar.



TOP 6 DICAS PARA ECONOMIZAR NAS VIAGENS

  • SEGURO VIAGEM - Não faça a besteira de viajar sem um Seguro de Viagem. Na Europa é obrigatório! Faça uma cotação online para ver o quanto é barato viajar tranquilo. Pague no cartão de crédito em até 12x ou com desconto no boleto bancário. Use nosso cupom: VIAGENS5 para um desconto extra de 5%.
  • HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com que garante os melhores preços de hospedagem em qualquer lugar no mundo! Você reserva antecipado, pode cancelar e alterar quando quiser. Faça a sua reserva através do nosso link.
  • CHIP DE CELULAR - Já saia do Brasil com seu Chip Internacional 4G funcionando. Tenha conexão em mais de 140 países para usar o Whatsapp, redes sociais e GPS. Já usamos o chip da EasySIM4u em diversos países e aprovamos.
  • GANHE 179 REAIS! - O Airbnb é a melhor maneira de alugar casas e apartamentos em locais únicos, com preços para todos os bolsos. Ganhe R$179 de desconto na sua primeira reserva acima de R$250. Aproveite!
  • ALUGUEL DE CARRO - Faça aqui sua cotação online entre as melhores locadoras no Brasil e no mundo. A RentCars é nossa parceira e oferece os melhores preços, em reais e sem IOF, com total segurança.
  • NOSSAS EXPEDIÇÕES - Participe das viagens que estamos organizando com nossos leitores! São roteiros exclusivos com o melhor dos destinos e hospedagens selecionadas. Junte-se aos nossos grupos VIPs e vamos viajar juntos.

LEIA TAMBÉM



Denunciar

Curtiu essa matéria?

Escrito por Mauricio Oliveira

Maurício Oliveira é social media expert, fotógrafo, videomaker, consultor de turismo, blogueiro, influenciador e empreendedor. CEO do Trilhas e Aventuras, conta suas experiências de viagens no blog Viagens Possíveis e criador de inovadoras ações de marketing de turismo, o BlogTur e o VIPBloggers. Ama o que faz no seu trabalho e nas horas vagas também gosta de viajar. Siga no Instagram e no Twitter, curta no Facebook, assista no Youtube e circule Mauricio Oliveira e Trilhas e Aventuras no Google Plus.

Comentários

Deixe um comentário
  1. Mauricio Oliveira, pelo amor de Deus, retira esta foto…
    Se quiser te envio fotos para ilustrar a sua matéria, mas colocar a foto de outro destino ai é sacanagem!! Principalmente com o turista que vai achando que esta cachoeira fica lá.
    Vide a outra matéria de Pintura Rupestre que a foto também não é de Carrancas.

  2. Decepção é isso q sinto fui ontem visitar a cachoeira da Zilda e simplesmente não entrei ABUSIVO isso msm repito abusivo o valor cobrado…25 reais estava conhecendo todo local tem vários pontos…ia entrar e não ficar nem uma hora devido minha programação…mas ainda q fosse pelo dia está muito caro…o adm não busca atrair o turismo desse jeito…uma pena

  3. Um absurdo! Estive esse fim de semana em Carrancas com amigos de São Paulo mostrando aos mesmos esse paraíso de Minas e ao chegar na cachoeira da Zilda, o valor para entrar é de 25 reais por pessoa. Meus amigos ficaram assustados com o preço e infelizmente não conheceram a cachoeira. Há 2 anos atrás estive na Zilda e o valor cobrado era por volta de 5 reais por pessoa. Atitudes como esta só vão afastar os turistas! (É essa a intenção?) Infelizmente!

    • Os atrativos no Brasil estão ficando famosos e cada vez mais caros.
      Nesse caso a cachoeira fica em uma propriedade particular… então, infelizmente, eles tem o direito de cobrar quanto quiserem para que a gente visite.
      Vão acabar afastando os turistas por causa do preço abusivo mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

O que fazer em Carrancas – MG

Pinturas Rupestres na Lapa da Zilda, em Carrancas – MG