in

O que é Canyoning?

Esse esporte envolve tudo que diz respeito à exploração do ambiente dos canyons e rios. Mas a idéia que se tem quando falamos em canyoning é a de uma espécie alpinismo praticado em cachoeiras, conhecido também como “cascading” e bastante praticado no Brasil.

O conceito e premissas do Canyonismo é o de ser uma atividade de baixo impacto no convívio com o ambiente natural e interferir o mínimo possível nesses locais.

A falta de técnica, equipamentos e principalmente o despreparo do grupo podem levar a sérios riscos. A má avaliação de uma situação e a escolha incorreta do equipamento podem bloquear um esportista sob uma queda d’água e conseqüentemente levá-lo à morte. Os riscos são vários: desde quedas de pedras sobre os praticantes, até o risco de afogamento em águas brancas.

Todas as regiões e “chapadas” onde nascem os rios mais acidentados servem de palco para o Canyoning. No Brasil os locais mais conhecidos para essa prática são: a Chapada da Diamantina (BA), Chapada dos Veadeiros (GO), as escarpas da Serra do Mar em São Paulo e Paraná e os grandes canyons da Serra Geral entre Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Os grupos e associações começaram a surgir recentemente no Brasil e ainda não contam com força suficiente para a formação de uma federação, passo importante para a padronização das técnicas e procedimentos de segurança.

As empresas que mais apóiam a prática desse esporte são as fabricantes de equipamentos como: a francesa – PETZL; a italiana – CAMP; e a inglesa especializada na confecção de roupas de neoprene – GUL.

O Esporte

O canyoning é de origem franco-espanhola. Surgiu no final da década de 70 através das modernas técnicas de exploração “vertical” e do desenvolvimento dos esportes de “águas brancas”, como rafting e canoagem.

No Brasil, teve início em 1990, através de espeleólogos que mais tarde passaram a se chamar “Grupo H2Omem”, e que acabaram se tornando a maior referência dessa prática no país. Em 10 anos de atuação, o “H2Omem” cadastrou mais de 2 mil cachoeiras, através da exploração de dezenas de rios em garganta em 12 estados brasileiros.

As competições são recentes e as regras se baseiam em critérios de regularidade e não velocidade. O trabalho em equipe e a desenvoltura dos participantes também são pontuados. As principais competições de Canyoning foram realizadas em 1992 e 1993 nos Pirineus (Espanha) e na Ilha da Reunião, uma possessão francesa na costa africana do Índico, em 1995. No Brasil, foi realizada uma competição de Cascading em Minas Gerais, em 1998.

Em função das condições geográficas e climáticas bastante propícias – relevo variadíssimo e temperaturas amenas o ano todo -, atualmente o Brasil está entre os 10 maiores praticantes de canyoning do mundo. Porém, aqui o canyoning não é reconhecido como atividade esportiva e sim recreativa. Nos últimos três anos, com a importação e venda regular de equipamentos específicos, o canyoning deixou de ser exótico para figurar como uma das atividades mais procuradas para diversão e lazer, o que nos coloca entre os maiores consumidores mundiais dos produtos destinados à prática.

A História do Canyoning

A origem do canyonismo remonta ao início do século com as expedições de Edouard Alfred Martel, célebre explorador francês, hidrogeólogo, contratado pelo governo da França para explorar canyons, gargantas e cavernas no maciço dos Pirineus entre a França e Espanha.

Em função de sua atividade, Martel acabou desenvolvendo técnicas de canyoning e conseqüentemente, sendo o precursor do esporte. Existem outros nomes ligados à atividade, mas Martel é o mais notório, porque disciplinou essa atividade, deu um nome e criou uma nova ciência: a espeleologia.

O canyoning tem cerca de 30 anos como esporte, desmembrado da espeleologia (estudo e exploração das cavidades naturais do solo, como grutas, cavernas, fontes, etc.), mas estudos sobre sua história, um esporte novo mesmo na Europa, continuam sendo feitos.

Essa dica foi útil para você? Por favor, então deixe um comentário e compartilhe também nas suas redes sociais. Este site é feito com muita dedicação e seu apoio/participação realmente nos ajudará a mantê-lo no ar.



TOP 6 DICAS PARA ECONOMIZAR NAS VIAGENS

  • SEGURO VIAGEM - Não faça a besteira de viajar sem um Seguro de Viagem. Na Europa é obrigatório! Faça uma cotação online para ver o quanto é barato viajar tranquilo. Pague no cartão de crédito em até 12x ou com desconto no boleto bancário. Use nosso cupom: VIAGENS5 para um desconto extra de 5%.
  • HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com que garante os melhores preços de hospedagem em qualquer lugar no mundo! Você reserva antecipado, pode cancelar e alterar quando quiser. Faça a sua reserva através do nosso link.
  • CHIP DE CELULAR - Já saia do Brasil com seu Chip Internacional 4G funcionando. Tenha conexão em mais de 140 países para usar o Whatsapp, redes sociais e GPS. Já usamos o chip da EasySIM4u em diversos países e aprovamos.
  • GANHE 179 REAIS! - O Airbnb é a melhor maneira de alugar casas e apartamentos em locais únicos, com preços para todos os bolsos. Ganhe R$179 de desconto na sua primeira reserva acima de R$250. Aproveite!
  • ALUGUEL DE CARRO - Faça aqui sua cotação online entre as melhores locadoras no Brasil e no mundo. A RentCars é nossa parceira e oferece os melhores preços, em reais e sem IOF, com total segurança.
  • NOSSAS EXPEDIÇÕES - Participe das viagens que estamos organizando com nossos leitores! São roteiros exclusivos com o melhor dos destinos e hospedagens selecionadas. Junte-se aos nossos grupos VIPs e vamos viajar juntos.

LEIA TAMBÉM



Denunciar

Curtiu essa matéria?

Escrito por Mauricio Oliveira

Maurício Oliveira é social media expert, fotógrafo, videomaker, consultor de turismo, blogueiro, influenciador e empreendedor. CEO do Trilhas e Aventuras, conta suas experiências de viagens no blog Viagens Possíveis e criador de inovadoras ações de marketing de turismo, o BlogTur e o VIPBloggers. Ama o que faz no seu trabalho e nas horas vagas também gosta de viajar. Siga no Instagram e no Twitter, curta no Facebook, assista no Youtube e circule Mauricio Oliveira e Trilhas e Aventuras no Google Plus.

Comentários

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Quem pode praticar o Canyoning

Técnicas e manobras nos Canyons