in , ,

Curso de Mergulho Open Water na Tailândia vale a pena?

Mergulho na Tailândia

Meu primeiro relato como colunista do Trilhas e Aventuras e já com essa responsa de fazer vocês se encantarem por estudar mergulho em plena Tailândia. Sim, estudar! Se você planeja ser um Open Water e deseja fazer isso em grande estilo, saiba que você vai ter que estudar para fazer uma prova teórica e algumas práticas para sair de lá com a sua carteirinha de mergulhador.

No início eu me perguntei: “Por que perder 4 dias fazendo um curso de mergulho na Tailândia ao invés de aproveitar a apenas turistar?” A resposta veio com meus outros 6 amigos que estavam comigo, pois todos queriam fazer o curso. Além disso, saber que lá eles são super preparados para receber e formar turistas nesse aspecto me deu a segurança de saber que eu não estaria “perdendo” tempo.

Como foi nosso Curso de Mergulho na Tailândia

Dia 1

Tudo começa no píer de chegada em Koh Tao. Lá o Big Blue Diving Resort disponibiliza transfer para o hotel. Tá certo que não é um carro de luxo, mas pelo menos você fica tranquilo em não ter que pechinchar nada com nenhum local, visto que esse transfer é gratuito. O único inconveniente é que tivemos que esperar meia hora antes de irmos para o hotel, pois o motorista ficou esperando um barco chegar com outros hóspedes de lá. Acabou que esses outros hóspedes não chegaram e fomos só a gente mesmo no banco da caçamba de uma pick-up. O trajeto é pequeno, então nem deu para ficar desconfortável.

image2

Chegamos no Big Blue 1 (BB1) e fomos recebidos pela G, uma simpática funcionária e também Dive Master que nos explicou como seriam os próximos dias. Preenchemos um termo médico e o de dados pessoais e nossos passaportes ficaram no cofre do hotel, pois são recolhidos sei lá porque motivo. Mas caso você não queira deixar o passaporte você pode deixar um cartão de crédito. No final achamos até uma boa idéia deixar os passaportes nesse cofre e não nos preocuparmos em ter que deixá-los trancados nas nossas malas enquanto estivéssemos no curso.

Quando terminamos com a G ela nos perguntou se poderíamos levar nossas malas pro Big Blue 2 (BB2) pela praia, que era o hotel que ficaríamos e ficava a 4 minutos andando dali. Único ponto negativo para mala de rodinha na viagem para quem tinha, pois o caminho foi feito na areia e no início do dia a maré tá mais cheia e temos que caminhar pela água. De qualquer forma acredito que se falássemos ela daria um jeito de um carro levar nossas malas pela estradinha por dentro da cidade até o BB2.

Nossos dois quartos quádruplos eram em frente a piscina e deixamos uma garantia pela chave de 1000 thb/chave. A primeira aula de apresentação já começava no primeiro dia, 17h, com um curso teorico com todos os alunos para apresentação dos capitulos 1,2 e 5 da certificacao SSI. 19:40 terminou e fomos comer enfim no próprio hotel. Pão de alho, espetos de frango com arroz branco no vapor sem sal, mas comida bem gostosinha e com preço razoável, apesar das baratinhas de praia que ficavam perambulando pela mesa o tempo todo. Depois fomos fazer exercícios dos capítulos dados hoje e Zzzzz!

image4

Dia 2

Tomamos o nosso café da manhã no BB2 com omelete, chocolate quente e iogurte com frutas. Café da manhã na mesinha do hotel que fica na areia da praia. Vida muito dura!

8:30 conhecemos o instrutor Iain e vimos os vídeos referentes aos capítulos 3,4 e 6.

10:50 aproveitamos o break para pagar o que faltava para o curso, pois parte pagamos na reserva pela internet mesmo e a outra parte deve ser paga na hora. Importante ressaltar que se você for reprovado no curso, esse dinheiro é perdido.

12:30 fomos montar o cilindro com BC e depois fazer o primeiro teste, o de capacidade, para podermos iniciar a parte prática do curso: nadar 200m na praia e boiar por 10 minutos. Podemos boiar da maneira que quisermos. Todos aprovados!

Voltando, colocamos o Short John, uma roupa de neoprene de mangas e pernas curtas com 3 mm de espessura para minimizar o frio que sentimos na água, colocamos o cilindro no BC e fizemos o buddy check, um procedimento feito em dupla onde checamos os equipamentos que usaremos. Tem toda ordem para fazer isso e para decorar eles usam um mnemônico: BWRAF. A associação que eles fazem é: “Bangkok women really are fellas” para checarmos o BC, os Weights (pesos de chumbo), Air (ar do cilindro), Releases (fechamento do BC) e Final Ok. Existem outras associações mais conhecidas como Burguer With Relish And Fries e Big White Rabbits Are Fluffy, mas você pode usar qualquer uma contanto que lembre dos checks.

Na piscina do próprio hotel foram feitas várias práticas, desde sinais embaixo d’agua, equalização do nariz, ficar sem ar e compartilhar o respirador com o buddy, trocar a máscara, respirar pelo BC sem a máscara…

image7

Final da aula lavamos os equipamentos e estamos liberados. Como essa ilha foi a ilha com o melhor pôr do sol que já vi na vida, empatado com Railay Beach, partimos para ver o pôr do sol.

Depois da janta voltamos ao hotel para fazer os exercícios e cama!

3º dia

Nos encontramos 8h no deck do hotel para ter a aula e para fazermos o teste teórico final para irmos para água. Isso é aula! Todos concentrados no instrutor Iain.

O teste é feito no deck do hotel com todo o visual da praia. Relaxante demais e todos passaram com no mínimo 94 e no máximo 100% de aproveitamento. O mínimo para passar é 80%.

10:30 Iain nos levou no BB1 para separarmos nossos equipamentos (fin, bc e shorty wet fit) em bags que seriam levadas mais tarde p o long tail e depois para o barco do mergulho. 11:00 Iain nos levou na loja da Big Blue para nos ensinar como comprar máscara de mergulho, mas quem não tinha levado a máscara mesmo assim não comprou, pois elas eram mais caras que no Brasil (em média 1.500 a 4.000 thb). Dps Iain nos liberou para comermos e almoçamos no hotel mesmo.

12:30 foi o encontro no BB1. Colocamos nossas bags no barco que nos deixa no barco que mergulharíamos.

Enquanto aguardarmos os atrasados a gente dá uma relaxada no BB1. Nesta foto dá para observar o trecho de areia que atravessamos com a mala na maré da manhã.

Fizemos o primeiro mergulho na Twins, pois a Princesa estava mergulhando no outro lugar que mergulharíamos e se ela está mergulhando ninguém mais pode mergulhar. O primeiro mergulho foi só recreativo e fomos até 12 metros de profundidade. Depois subimos, descansamos por 40 minutos, comemos, nos hidratamos e voltamos para o mar para fazer o segundo mergulho e testarmos nossas habilidades. Botar água em meia máscara, água na máscara inteira, fin pivot e air sharing são skills requeridas. Tudo tranquilo já que havíamos feito tudo na piscina antes.

image6

Voltando para a praia, limpamos nossos equipamentos, exceto eu que tive a bolsa perdida e ficamos no BB1 recebendo o feedback do Iain e depois fomos tomar banho. Lá não tem moleza e você tem sim que lavar seus equipamentos.

Depois de jantarmos fomos dormir, visto que teríamos que acordar 5h da manhã.

4º dia

Fomos tomar café da manhã 6h, horário que abre o BB1. Depois cada um pegou a mesma bolsa de ontem, eu fiz uma nova bolsa dessa vez com duas wet suits porque passei muito frio ontem, e outros dois também tiveram que fazer novas bolsas. Hoje tivemos gravação com o fotógrafo J, já que as câmeras pessoais são totalmente proibidas durante o curso de mergulho.

O transporte do barco que nos leva da praia até o barco de mergulho é apertado, mas divertido!

O primeiro mergulho recreativo foi na Champon e fomos a 18m de profundidade. Tudo tranquilo para todos. Subimos, nos alimentamos e hidratamos e voltamos para mergulhar na White Rock. Fomos a 18m e testamos novas skills, como retirar toda a máscara e colocar novamente, hover e air sharing com ascending. Quando subimos perguntei ao instrutor se todos tinham passado e ele falou que duas pessoas repetiriam algumas skills e que o restante tinha passado e voltaria para a praia para aguardar a prova de “recuperação”.

image5

Aguardamos o pessoal fazer a prova e nosso fotógrafo aguardou com a gente. Um americano super simpático (de blusa preta) que desistiu da Califórnia para viver na Tailândia.

Esperamos no BB1 e meia hora depois o Iain chegou com o povo e resultado final: todos passaram!

Para comemorar eles organizam um happy hour no bar do BB1 com apresentação do nosso vídeo. O J se atrasou um pouco com a edição do vídeo e a apresentação que estava marcada para 19:30 saiu mais ou menos umas 20:30. A edição ficou legal, mas a introdução é igual em todos os vídeos. Carinhosamente o J colocou na edição uma música do Seu Jorge, pois ele sabia que nós éramos brasileiros. Não preciso dizer que esse vídeo é pago e se você quiser levá-lo para casa separe uns 3.000 baht.

A carteirinha nos foi entregue na hora do check-out junto com os nossos passaportes.

image9

 

Informações importantes sobre o curso

O câmbio hoje está em torno de 1 dólar para 36,4 baht (4 reais).

Caso você tenha dúvida de qual curso fazer, se o SSI ou Padi, eles indicam fazer o da SSI por ser mais barato justamente por você não comprar o material teórico. Optamos por esse justamente por isso e para não termos mais peso para carregar nas nossas malas. Eles disseram que o curso é exatamente o mesmo. Buscamos essa informação com outras pessoas e todos disseram a mesma coisa.

Custo do curso de mergulho: o da SSI custou 9.000 baht e do Padi 9.800 baht.

Pagamos antecipadamente 3.225 baht e na hora 5.775 baht por pessoa. Vale ressaltar que as diárias durante o curso têm desconto. No quarto que escolhemos o nosso desconto foi de 50%, mas tem quartos que saem até de graça. Veja as opções de hotel em Koh Tao.

Duração do curso: 1º dia a tarde, 2º, 3º e 4º dias pela manhã e pela tarde.

Site do hotel: www.bigbluediving.com

Por Patrícia Moreno
Email: [email protected]

Essa dica foi útil para você? Por favor, então deixe um comentário e compartilhe também nas suas redes sociais. Este site é feito com muita dedicação e seu apoio/participação realmente nos ajudará a mantê-lo no ar.



TOP 6 DICAS PARA ECONOMIZAR NAS VIAGENS

  • SEGURO VIAGEM - Não faça a besteira de viajar sem um Seguro de Viagem. Na Europa é obrigatório! Faça uma cotação online para ver o quanto é barato viajar tranquilo. Pague no cartão de crédito em até 12x ou com desconto no boleto bancário. Use nosso cupom: VIAGENS5 para um desconto extra de 5%.
  • HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com que garante os melhores preços de hospedagem em qualquer lugar no mundo! Você reserva antecipado, pode cancelar e alterar quando quiser. Faça a sua reserva através do nosso link.
  • CHIP DE CELULAR - Já saia do Brasil com seu Chip Internacional 4G funcionando. Tenha conexão em mais de 140 países para usar o Whatsapp, redes sociais e GPS. Já usamos o chip da EasySIM4u em diversos países e aprovamos.
  • GANHE 130 REAIS! - O Airbnb é a melhor maneira de alugar casas e apartamentos em locais únicos, com preços para todos os bolsos. Ganhe R$130 de desconto na sua primeira reserva acima de R$250. Aproveite!
  • ALUGUEL DE CARRO - Faça aqui sua cotação online entre as melhores locadoras no Brasil e no mundo. A RentCars é nossa parceira e oferece os melhores preços, em reais e sem IOF, com total segurança.
  • NOSSAS EXPEDIÇÕES - Participe das viagens que estamos organizando com nossos leitores! São roteiros exclusivos com o melhor dos destinos e hospedagens selecionadas. Junte-se aos nossos grupos VIPs e vamos viajar juntos.

LEIA TAMBÉM



Denunciar

Curtiu essa matéria?

Escrito por Mauricio Oliveira

Maurício Oliveira é social media expert, fotógrafo, videomaker, consultor de turismo, blogueiro, influenciador e empreendedor. CEO do Trilhas e Aventuras, conta suas experiências de viagens no blog Viagens Possíveis e criador de inovadoras ações de marketing de turismo, o BlogTur e o VIPBloggers. Ama o que faz no seu trabalho e nas horas vagas também gosta de viajar. Siga no Instagram e no Twitter, curta no Facebook, assista no Youtube e circule Mauricio Oliveira e Trilhas e Aventuras no Google Plus.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

#17 Água-Viva, Ilhas Palau

20 Melhores fotografias da National Geographic em 2015

O famoso templo de Tulum, no México

Tulum: guia prático para se aventurar no México