in ,

Como é viajar sozinha para Noronha, por Gabriela Marchezini

Voltei de Fernando de Noronha e vou tentar relatar minha viagem aqui, pra tentar retribuir as dicas que tanto me ajudaram no grupo Dicas de Noronha do Facebook! A viagem aconteceu de 02 a 09 de Agosto de 2015. Primeiro vou relatar tudo que fiz, onde fiquei, onde comi, e depois falarei como foi viajar sozinha para Noronha.

O que fazer, onde ficar e onde comer em Noronha

Pousada da Iris

É simples, mas o quarto me atendeu perfeitamente. Tinha ar split, chuveiro quente, frigobar, misteira. Tem uma cozinha que os hóspedes podem usar, mas eu não usei nenhum dia. É super limpinho, eles limpam todos os dias, exceto sábado, e trocam os lençóis todos os dias. Não tem café, mas meu quarto era exatamente ao lado do breakfast (mercado), eu comprei pão, queijo, e tomava café no quarto todo dia antes de sair. O wifi não funcionava no meu quarto, eu tinha que ir pra cozinha, e mesmo assim às vezes era fraco. E não tem toalha, ainda bem que Juliana me avisou, senão não teria levado. A Iris é super simpática e solícita. A pousada é SUPER bem localizada. Não consegui imaginar localização melhor. R$ 120,00 a diária (uma pessoa). Fiquei no quarto tubarão. Muito bom.

Noronha-sem-buggy-9

– Ilha tour

Li bastante a respeito e vi indicações do Xaxá (NaOnda) e do Tapyoca (Atalaia). Liguei primeiro pra NaOnda, tinha vaga com o Xaxá, fiz com eles. Custou 130 reais, e foi excelente. O Xaxá é muito simpático, alegre, claramente gosta do que faz. Ele entra no mar conosco e guia até onde os animais estão, ajuda a carregar os equipamentos, adora fazer as vezes de fotógrafo, sugere poses e tudo mais. Sabe tudo da ilha, mora lá há 30 anos. Foi muito legal, recomendo.

– Mergulho com cilindro

Fiz com o Bodão, no Porto. O Bodão é muuuuiiiito paciente (precisou ser comigo hahaha), eu demorei a me acostumar com o respirador, estava nervosa, achando que não ia conseguir, mas por fim deu tudo certo, o mergulho foi maravilhoso, amei ver o naufrágio. Foi um fotógrafo nos acompanhando e registrando, e depois comprei o CD com as fotos por 90 reais. O mergulho apenas foi R$250,00.

Pra quem estiver inseguro, como eu estava, recomendo o Bodão mil vezes, é muito melhor sair andando da praia, ir aos poucos, se acostumando, quando você menos percebe, já está no fundo (e lá não é tão fundo). Se eu tivesse mergulhado em alto mar, não sei se teria encarado. Mas muita gente foi e adorou também.

Fernando de Noronha Rapha 12

– Trilha Atalaia longa

Fiz com a agência Atalaia. Fui sozinha pra Noronha e meu objetivo era conhecer pessoas, nesse passeio não dei sorte, pois fomos apenas eu e o guia. Também não dei sorte com o mar – estava muito forte e, por isso, não pude entrar na piscina principal (na praia Atalaia), apenas na segunda e na terceira.
Quando soube disso, pensei em desistir da trilha longa, mas a agência disse que não devolveria a diferença, então acabei fazendo a longa mesmo.

O guia era muito simpático e educado, porém não conversava muito, ficava no celular e na maior parte do percurso, andou muitos metros na minha frente. Custou 140 reais. É cansativo, mas imaginei que fosse mais. O ruim é que é fácil torcer o pé na parte das pedras, virei o pé várias vezes, mas graças a Deus não me machuquei.

– Piscina do Morro São José

A Juliana, que conheci no grupo, o namorado dela e eu contratamos o guia Felipe. A trilha estava fechada nesse dia por causa da maré alta, então fomos nadando. Eu era a única sem pé de pato (não aluguei porque achei que era rápido), e o guia foi me rebocando. É longe pra quem não tem costume. 15 a 20 minutos nadando ida e o mesmo tempo na volta. Tive medo (sou medrosa hahaha). Mas a piscina é linda. Infelizmente não estava batendo sol no horário que fui, então a água não ficou tão azul, mas valeu super a pena! Custou 100,00 por pessoa. O Felipe é um ótimo guia! Recomendo!

Fernando de Noronha - LFMarques 09

– Passeio de barco Trovão dos Mares completo (com pranchinha)

Insisti em fazer com eles pela quantidade de recomendações que li aqui. O barco é organizado, limpo e tudo mais. Vai de uma ponta a outra da ilha, pelo mar de dentro, explicando os lugares pelo microfone. Depois para no Sancho para mergulho e almoço. Não achei o almoço essa coisa maravilhosa que todos falam. Achei apenas bom. Na hora de repetir, já tinha acabado várias opções. A bebida é paga a parte. Depois, o barco retorna ao Porto para o pessoal que não quer fazer a pranchinha ir embora, e quem vai fazer entra em outro barco menor. Vimos golfinhos na ida e na volta, e de novo nesse segundo barco.

Booking.com

A pranchinha é legal! Eles passam por cima de um naufrágio (que não é o do Porto), e dá pra ver vários animais. Custou 230 reais. Não sei dizer se valeu a pena, teria que fazer com outra agência pra comparar. Mas no geral, foi uma boa experiência.

– Trilha dos Abreus

Eu cheguei a agendar, mas não fui. Preferi ter um dia vazio, pra curtir as praias que mais gostei com calma.

– Palestras do Tamar

Vi a do golfinho e a do tubarão, que é a mais famosa. Preferi a do golfinho, achei mais interessante.

– Buggy

Não aluguei nem pretendia, fui sozinha. Maaas, pelo que vi, não achei bom negócio. É caro, a gasolina é cara, e os buggys caem aos pedaços, sério! Andei em um sem buzina, em outro sem velocímetro, eles morrem toda hora. Vi gente a noite na pizzaria Na Moita com o buggy quebrado, ou seja, um momento que devia ser prazeiroso, se transforma numa dor de cabeça! Lá as coisas são perto. Andei a pé, de ônibus, de taxi e de carona, deu tudo certo e, juntando todos os meus gastos com transporte, inclusive taxi, que é caro, não chegou perto de uma diária de um buggy.

5 dias em Fernando de Noronha 2

– Restaurantes:

  • Flamboyant: almocei, a quilo, bom. Acho que foi uns 50 reais o quilo.
  • Empório São Miguel: pizza MARAVILHOSA, 8 pedaços, e preço ótimo, suuuuuper recomendo! dividimos em 3 pessoas, com bebida e 10% deu 29,00 pra cada um. Também almocei lá no self service, achei gostoso. Acho que também era uns 50,00 o quilo.
  • Pizzaria Na Moita: pizza bem gostosa (mas ainda preferi a do São Miguel), não me lembro valores, mas era um pouco mais cara, nada absurdo.
  • Xica da Silva: foi onde paguei mais caro, 90,00 por pessoa (em 3 pessoas), com camarão de entrada, filé argentino de prato principal, mais bebidas e 10%.
  • Salviano: comi lá 2x. Na primeira eu estava sozinha, comi um prato individual que custou 35,00 e um suco de 12,00. O prato vem numa quantidade muito boa. Na segunda vez, estávamos em 3, pedimos 1 e 1/2 filé a parmegiana. Foi engraçado, porque quando chegou o inteiro, já achamos que era um e meio, e achamos MUITO pra 3 pessoas. Pois depois veio a outra metade, era MUITA comida, e ainda vieram os spaguettis acompanhando, primeiro um e depois a metade! Só sei que não aguentamos comer tudo e demos um filé inteiro pra um conhecido. Se não me engano era 80 e poucos reais o filé pra duas pessoas. Juliana, posta depois a foto nos comentários pro pessoal ver! kkkkk
  • Tapioca da Babalu: 10 reais, pode escolher 3 recheios, gostosa. Voltei lá num outro dia e não tinha tapioca kkkk, comi o hamburger, bom também.
  • Ginga Bar: Comi lá 2x o mesmo prato, filé de peixe ao molho de alcaparras e acompanhamentos. Bem gostoso, não me lembro o valor, mas considerei normal.
  • Bar da Praia do Cachorro (acho que era Pipoka o nome): comi batata frita (daquela congelada), e peixe na folha de bananeira, gostoso. O peixe era 45,00 (com acompanhamentos) e a batata 25,00 (vem uma porção boa).

Não fui em restaurantes caríssimos, tipo Mergulhão, nem nos mais “chiques & famosos”, tipo Zé Maria, mas comi em lugares bonitos e arrumados e achei o preço da comida bem normal! Só as bebidas que achei muito caras, mas já esperava.

O breakfast (mercado do lado da Pousada da Iris) tem preços razoáveis também, são mais caros, mas nada muito absurdo, pelo menos das coisas que vi.

– Cartão de crédito

A maioria aceita, acho que só não aceitaram em uma loja de souvenir, na Babalu e nos passeios que contratei com pessoas físicas (Felipe e Bodão).

Noronha-sem-buggy-6

Sobre viajar sozinha para Noronha

Super tranquilo! A maioria dos passeios tem várias pessoas, você acaba conhecendo e esbarra com essas mesmas pessoas depois na ilha. Lá é pequeno, e acaba que todo mundo faz os mesmos programas. Fui 4 noites no Bar do Cachorro, em todas elas com companhias que conheci lá. E uma no reggae da Muzenza (preferi o Cachorro, porque prefiro forró).

Os nativos são mega simpáticos e adoram mostrar a ilha, os cantos que nem todo mundo conhece, enfim, vá aberta a fazer amizades e isso não será problema. Disse às minhas amigas que Noronha é o lugar perfeito pra ir sozinha: não existe problema de ter que dominar outra língua, e é o único lugar no Brasil (que eu saiba) que não tem violência, e não tem mesmo!!

Andei de madrugada sozinha, deixei minha bolsa na praia enquanto ficava horas fazendo snorkel, tudo perfeito! É uma sensação de liberdade e de segurança que eu só havia experimentado no exterior, só que bem melhor porque eu estava no paraíso!

Peguei carona sozinha com um homem também, eu tava atrasada pro mergulho e ele me salvou com a carona. Super tranquilo. Até taxista me ofereceu carona!

“A dica é sair da pousada, se você ficar enfiado dentro do quarto, não conhece ninguém mesmo.”por Gabi

Por exemplo, conheci no ponto de ônibus, indo pra palestra do Tamar, duas meninas que também foram sozinhas e já tinham feito amizade. Depois da palestra fomos pro forró juntas. As coisas fluem, pode ir sozinha tranquilamente.

Surf em Noronha 3

A maioria dos restaurantes tem opção de prato individual, então nem isso foi problema, apesar que várias vezes saí pra comer com pessoas que conheci lá.

Se tudo der errado, e você não fizer nenhuma amizade (impossível), tudo bem, porque você está em Noronha!! Até ficar sozinho lá é bom! Qualquer coisa lá é bom (hahaha, tô parecendo maluca? mas é verdade!).

Acho que é basicamente isso. Quem ainda não foi, se prepare pra depressão pós-viagem! Não dá vontade de ir embora MESMO! Noronha é tudo que falam e mais um pouco. Apaixonada!

Texto e fotos por Gabriela Marchezini

Essa dica foi útil para você? Por favor, então deixe um comentário e compartilhe também nas suas redes sociais. Este site é feito com muita dedicação e seu apoio/participação realmente nos ajudará a mantê-lo no ar.



TOP 6 DICAS PARA ECONOMIZAR NAS VIAGENS

  • SEGURO VIAGEM - Não faça a besteira de viajar sem um Seguro de Viagem. Na Europa é obrigatório! Faça uma cotação online para ver o quanto é barato viajar tranquilo. Pague no cartão de crédito em até 12x ou com desconto no boleto bancário. Use nosso cupom: VIAGENS5 para um desconto extra de 5%.
  • HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com que garante os melhores preços de hospedagem em qualquer lugar no mundo! Você reserva antecipado, pode cancelar e alterar quando quiser. Faça a sua reserva através do nosso link.
  • CHIP DE CELULAR - Já saia do Brasil com seu Chip Internacional 4G funcionando. Tenha conexão em mais de 140 países para usar o Whatsapp, redes sociais e GPS. Já usamos o chip da EasySIM4u em diversos países e aprovamos.
  • GANHE 179 REAIS! - O Airbnb é a melhor maneira de alugar casas e apartamentos em locais únicos, com preços para todos os bolsos. Ganhe R$179 de desconto na sua primeira reserva acima de R$250. Aproveite!
  • ALUGUEL DE CARRO - Faça aqui sua cotação online entre as melhores locadoras no Brasil e no mundo. A RentCars é nossa parceira e oferece os melhores preços, em reais e sem IOF, com total segurança.
  • NOSSAS EXPEDIÇÕES - Participe das viagens que estamos organizando com nossos leitores! São roteiros exclusivos com o melhor dos destinos e hospedagens selecionadas. Junte-se aos nossos grupos VIPs e vamos viajar juntos.

LEIA TAMBÉM



Denunciar

Curtiu essa matéria?

Escrito por Mauricio Oliveira

Maurício Oliveira é social media expert, fotógrafo, videomaker, consultor de turismo, blogueiro, influenciador e empreendedor. CEO do Trilhas e Aventuras, conta suas experiências de viagens no blog Viagens Possíveis e criador de inovadoras ações de marketing de turismo, o BlogTur e o VIPBloggers. Ama o que faz no seu trabalho e nas horas vagas também gosta de viajar. Siga no Instagram e no Twitter, curta no Facebook, assista no Youtube e circule Mauricio Oliveira e Trilhas e Aventuras no Google Plus.

Comentários

Deixe um comentário
  1. Olá, estou planejando uma viagem pra Noronha sozinha. Ta uma mistura de ansiedade e medo. Seu post me ajudou a esclarecer algumas coisas e tirar alguns medos. Obrigada pelas dicas, vão me ajudar a não ficar tão perdida. kkkkk

  2. Achei incrível a matéria. Estou com planos para viajar sozinha para Noronha neste ano de 2017. Comhecer esse paraíso . Sera minha primeira viagem sozinha. Alguem sabe me dizer se ha algum grupo formado ? Queria participar

  3. Boa noite!!

    Também estou querendo fazer esta viagem sozinha, pretendo ir agora em Agosto/2017.
    Realmente dá uma certa insegurança e ansiedade, mas estou começando a pensar, que para quem ama viajar e nem sempre têm uma companhia, o melhor mesmo é arriscar!

    • Viajar sozinho pra Noronha é uma delícia! Tenho certeza que vai curtir muito!
      Faça o Ilha Tour no primeiro dia livre e certamente fará novos amigos.
      Entre no Grupo de Noronha do Facebook. Pode fazer amigos que estão indo na mesma época e marcar de encontrar por lá.
      Abs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0
Espetáculos da Broadway em San Francisco

Espetáculos da Broadway em San Francisco

Roteiro de um dia no Parque Nacional Arikok em Aruba