in

Equipamentos adequados para as corridas de aventura

Vou tentar facilitar um pouco a vida de quem está interessado em conhecer um pouco mais sobre os equipamentos ideais para corridas de aventura de curta duração. Digo ideais pois, na minha opinião, você pode usar qualquer coisa, mas acho que usar o equipamento certo é como usar a melhor ferramenta para executar um trabalho: é mais prático, mais eficiente e, podem acreditar, faz a maior diferença.

Bem, eu pelo menos penso que em uma corrida eu quero é me preocupar em enfrentar as modalidades e não com a mochila que fica “pulando” nas costas quando corro, ou com a bota que pesa duas toneladas quando inevitavelmente molha. Algumas coisas são imprevisíveis e saber administrar o sufoco durante a prova faz parte do jogo mas outras podem ser perfeitamente evitadas. Aqui vão algumas informações que reuni em pesquisas à lojas especializadas, amigos e principalmente na Coluna do Alexandre, o idealizador de corridas de aventura no Brasil.

Sobre mochilas

Vamos começar pelo tamanho: para corridas de curta duração (de 5 a 20 horas), o ideal, na minha opinião, é capacidade de 20l a 35l. Menos do que isso é desperdício de dinheiro, pois não cabe praticamente nada e mais do que isso já vira uma cargueira.

A preferida de nove entre dez praticantes de corrida de aventura é um modelo da Salomon que tem tudo que uma mochila para corrida de aventura deve ter: barrigueira com bolso de tela para guardar energéticos e tudo mais que precisa estar à mão durante a prova; saída central para hydro camel, permitindo o uso de dois refis; ralo (ilhóses) no fundo para escoar água; tecido que não pesa muito quando molhado e tem facilidade para secar. Existem ótimas opções nacionais com todos os itens das importadas e podem ser encontradas facilmente a um preço mais acessível. A marca paulista Bags, está com uma mochila (25lt) também desenvolvida por um pessoal que compete, com todos os itens mencionados, mas a saída do Hydro é lateral. Para quem não se importa com isso, a mochila vale muito a pena.

Sobre calçados

Se for comprar qualquer calçado, dê preferência para aqueles que possam escoar água e sequem rápido. Não caiam na ilusão de comprar calçados impermeáveis pois só um calçado da NASA seria capaz de não molhar depois de atravessar a nado um rio ou uma praia. Quanto ao dilema bota ou tênis, acho que vai de acordo com o gosto do freguês; eu pessoalmente prefiro botas pois ajudam a proteger o tornozelo de torções, mas por outro lado, são os tênis que estão especializados para corridas de aventura hoje no mercado. Existem alguns, feitos de um material vazado, que permitem que a água entre e saia rapidamente, secando com facilidade e sem encharcar.

A sola também é uma preocupação em competições multimodais deste tipo. É fundamental que esta seja adequada para ter bastante aderência em qualquer terreno e para agüentar o impacto de uma corrida. Esse item deve ser observado principalmente nos modelos de calçados para esportes aquáticos, que podem ser uma ótima opção, desde que tenham uma sola mais robusta.

Alguns tênis possuem até um sistema especial de cadarço que não desamarra. Imagina ter que ficar parando para amarrar o tênis…

Sobre roupas

Lembrem-se deste conselho: fujam do algodão como o diabo foge da cruz. O tecido para roupas e equipamentos é sempre o sintético, como o poliéster, que é leve e não fica pesado quando encharca e seca rápido. Existem hoje no mercado uma infinidade de opções, como o Dry Fit da Nike e os equivalentes de outras marcas.

Para provas noturnas ou em locais frios, os atletas usam geralmente uma blusa justa de lycra, que pode ser aquela que os surfistas usam. Esquenta e não tem problema de molhar e tudo o que foi mencionado acima. Algumas vezes só isso não vai bastar, como o último Ecomotion na Serra do Cipó, que teve gente congelando, existem opções de blusas de lycra com uma camada de neoprene bem fina que protege bem do frio e não é desconfortável como as roupas usadas em mergulho. Encontra-se em lojas especializadas ou em lojas de surfista. A calça pode ser de lycra com uma bermuda com proteção de gel (para ciclistas) por cima, ao invés de usar a calça com gel. A calça mais a bermuda dão uma proteção extra contra o frio e a praticidade de poder ser usada apenas na parte de mountain bike, além de evitar aquele desconforto de parecer estar correndo com um fraldão geriátrico. Nada contra fraldões geriátricos, são bem úteis, mas cada coisa a seu tempo…

Sobre meias

Sim, eu vou chegar ao requinte de escrever um parágrafo exclusivo para meias, afinal, são os seus pés as peças principais deste jogo.

Há no mercado meias que prometem secar rápido e absorver o suor dos pés, ajudando a evitar bolhas. Tem de vários preços mas cheque o custo/benefício pois as mais caras são as que tem maior percentual de tecidos sintéticos e menos de algodão, portanto, as melhores.

Use uma meia bem fina por baixo de uma mais grossa, diminuindo o atrito e evitando formação de bolhas. Quem corre maratona, costuma usar vaselina nos dedos para não dar bolha, então seja o pervertido(a) do dia e peça sua latinha na farmácia mais próxima.

Uma dica boa é levar um par extra (embalado em saco plástico para não molhar, é claro) para calçar depois daquela costeira para encarar um trecho longo de trekking.

Não esqueça de colocar naqueles locais que você já sabe que formam bolhas, band-aid ou algo parecido antes de começar a corrida. Bolhas podem tornar sua corrida um inferno.

Sobre hydro camels

Me perdoem mas acho que não existe ainda um nome em português para este equipamento. O hydro ideal é um que tenha uma entrada bem grande para encher/esvaziar de água; isto facilita muito também na hora de secar/limpar. Tomem cuidado com o sistema da mangueira pois tem uns modelos que entram ar e aí é uma desgraça depois para puxar a água. Alguns podem ser levados tanto no congelador quanto na água fervendo, podendo ser úteis em algumas situações dentro ou fora das corridas como acampamentos, por exemplo. Ao escolher a capacidade, de 1l, 1,8l, 2l e 3l, decidam conforme a quantidade de água que vocês consomem, o peso que aguentam carregar e mantenham em mente que nem sempre existe água em todo o percurso da prova, sendo necessário ter uma boa reserva de água consigo.

Por Érica Ferreira
Corredora de aventura e faz parte da equipe SuperAção – Latitude Zero

Essa dica foi útil para você? Por favor, então deixe um comentário e compartilhe também nas suas redes sociais. Este site é feito com muita dedicação e seu apoio/participação realmente nos ajudará a mantê-lo no ar.



TOP 6 DICAS PARA ECONOMIZAR NAS VIAGENS

  • SEGURO VIAGEM - Não faça a besteira de viajar sem um Seguro de Viagem. Na Europa é obrigatório! Faça uma cotação online para ver o quanto é barato viajar tranquilo. Pague no cartão de crédito em até 12x ou com desconto no boleto bancário. Use nosso cupom: VIAGENS5 para um desconto extra de 5%.
  • HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com que garante os melhores preços de hospedagem em qualquer lugar no mundo! Você reserva antecipado, pode cancelar e alterar quando quiser. Faça a sua reserva através do nosso link.
  • CHIP DE CELULAR - Já saia do Brasil com seu Chip Internacional 4G funcionando. Tenha conexão em mais de 140 países para usar o Whatsapp, redes sociais e GPS. Já usamos o chip da EasySIM4u em diversos países e aprovamos.
  • GANHE 130 REAIS! - O Airbnb é a melhor maneira de alugar casas e apartamentos em locais únicos, com preços para todos os bolsos. Ganhe R$130 de desconto na sua primeira reserva acima de R$250. Aproveite!
  • ALUGUEL DE CARRO - Faça aqui sua cotação online entre as melhores locadoras no Brasil e no mundo. A RentCars é nossa parceira e oferece os melhores preços, em reais e sem IOF, com total segurança.
  • NOSSAS EXPEDIÇÕES - Participe das viagens que estamos organizando com nossos leitores! São roteiros exclusivos com o melhor dos destinos e hospedagens selecionadas. Junte-se aos nossos grupos VIPs e vamos viajar juntos.

LEIA TAMBÉM



Denunciar

Curtiu essa matéria?

Escrito por Mauricio Oliveira

Maurício Oliveira é social media expert, fotógrafo, videomaker, consultor de turismo, blogueiro, influenciador e empreendedor. CEO do Trilhas e Aventuras, conta suas experiências de viagens no blog Viagens Possíveis e criador de inovadoras ações de marketing de turismo, o BlogTur e o VIPBloggers. Ama o que faz no seu trabalho e nas horas vagas também gosta de viajar. Siga no Instagram e no Twitter, curta no Facebook, assista no Youtube e circule Mauricio Oliveira e Trilhas e Aventuras no Google Plus.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

A ação do sol e do calor durante uma corrida de aventura

Vestindo-se corretamente nos treinos de corrida